Existem dois tipos (principais) de ações: ações comuns e ações preferenciais.

Ações comuns

As ações comuns são... Comuns. Quando as pessoas falam de ações referem-se, geralmente, a este tipo de ação. Na verdade, a maioria das ações são emitidas neste formato. As ações comuns representam a detenção de parte de uma empresa (participação) e o direito sobre parte dos lucros (dividendos). Os investidores têm direito a um voto por ação para eleger os membros do conselho de administração, que supervisionam as principais decisões realizadas pela gestão da empresa.

Ao longo do tempo, as ações comuns rendem retornos mais elevados – através do crescimento de capital – do que quase todos os outros investimentos. Este retorno mais elevado tem um custo na medida em que as ações implicam mais riscos. Se uma empresa for à falência e liquidar, os acionistas de ações comuns não receberão quaisquer fundos até que os credores, obrigacionistas e acionistas preferenciais sejam pagos.

Ações preferenciais

As ações preferenciais representam um grau de propriedade de uma empresa mas geralmente não surgem com os mesmos direitos de voto (poderá variar consoante a empresa). Com ações preferenciais, os investidores têm geralmente garantido um dividendo fixo para sempre. É diferente das ações comuns, que têm dividendos variáveis que nunca são garantidos.

Outra vantagem é que em caso de liquidação, os acionistas de ações preferenciais recebem antes dos acionistas de ações comuns (no entanto, após os detentores de dívida, obrigacionistas). As ações preferenciais também podem ser resgatadas, o que significa que a empresa tem a opção de comprar as ações aos acionistas a qualquer momento por qualquer razão.

Algumas pessoas consideram as ações preferenciais mais próximas de dívida do que de participação. Uma boa forma de considerar este tipo de ações passa por vê-las como entre as obrigações e as ações comuns.

Diferentes classes de ações

Comuns e preferenciais são os dois principais tipos de ações. No entanto, é também possível para as empresas personalizar diferentes classes de ações da forma que quiserem.

A principal razão para tal passa pelo facto da empresa desejar que o poder de voto permaneça com um certo grupo. Assim, diferentes classes de ações recebem diferentes direitos de voto. A título de exemplo, uma classe de ações poderá ser detida por um grupo seleto com direito a dez votos por ação enquanto uma segunda classe poderá ser emitida para a maioria dos investidores – que recebem um voto por ação.

Quando existe mais do que uma classe de ações, as classes são tradicionalmente designadas como Classe A e Classe B. A Berkshire Hathaway (ticker: BRK) tem duas classes de ações. As diferentes classes são representadas ao colocar-se a letra à frente do ticker. Assim: “BRKa e BRKb” ou “BRK.A e BRK.B”.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente