A grande maioria dos ETF (exchange trade funds - fundos transacionados em bolsa) tem como objetivo acompanhar um índice, pelo que o seu desempenho se assemelha ao de um fundo de índice, embora não sejam exatamente iguais. Pode ocorrer um desvio de indexação (a diferença entre a rentabilidade de um fundo e a de um índice) devido a diferenças em termos de composição, comissão de gestão, despesas e tratamento de dividendos. Vamos analisar alguns destes fatores.

Comprar e vender ETF pode ser benéfico para pequenos investidores

Os ETF são alvo de negociação em contínuo; podem ser comprados e vendidos em bolsa ao longo do dia de operações. Já que os ETF são transacionados como ações, podem efetuar-se ordens de compra e venda tal como fazemos com as ações individuais, como as ordens limitadas, as ordens válidas até cancelamento, as ordens stop-loss, entre outras. Podem ainda ser vendidos a descoberto. Os fundos de investimento tradicionais são comprados e reembolsados com base no valor líquido dos ativos no final do dia de operações. Os ETF são comprados e vendidos a preço de mercado; tendencialmente acompanham o valor líquido do ativo subjacente, mas são independentes dele. Contudo, os corretores de arbitragens garantem que os preços dos ETF se aproximam do valor líquido dos ativos subjacentes.

Embora possam comprar apenas uma ação de um ETF, a maioria dos investidores compra-os em lotes de ações, caso contrário terão um custo acrescido. Qualquer pessoa pode comprar um ETF transacionado em qualquer parte do mundo. É uma vantagem em relação aos fundos de investimento tradicionais, que habitualmente só podem ser comprados no país onde estão registados.

Tratamento de dividendos

Habitualmente, os ETF distribuem os dividendos das ações subjacentes trimestralmente. No entanto, as ações subjacentes pagam os dividendos no decurso do trimestre, pelo que estes fundos podem reter dinheiro durante vários períodos de tempo ao longo do trimestre, ainda que o índice de referência subjacente não seja composto por dinheiro. Com os ETF que pagam dividendos, o dinheiro é transferido para a sua conta de corretagem, tal como o dividendo de uma ação normal. Se quiser reinvestir esse dinheiro, tem de fazer uma nova compra.

Eficiência fiscal

Uma vez que os ETF de índice são carteiras geridas passivamente, oferecem, geralmente, mais benefícios fiscais do que os fundos de investimento tradicionais. Geram menos mais-valias, devido à baixa rentabilidade dos títulos, e realizam menos mais-valias do que os fundos geridos ativamente. Um ETF de índice só vende títulos para refletir as alterações do seu índice subjacente.

Os fundos de investimento tradicionais acumulam passivo relativos às mais-valias não realizadas à medida que o valor das ações da carteira aumenta. Quando o fundo vende estas ações, distribui as mais-valias pelos investidores proporcionalmente à sua quota-parte. Esta venda traduz-se em mais impostos para os detentores de fundos de investimento.

Transparência

Como já foi referido, os ETF foram concebidos para reproduzir o desempenho do seu índice subjacente ou produto. Os investidores sabem exatamente o que compram e têm acesso à composição exata do ETF. As comissões também estão claramente estabelecidas. Uma vez que os fundos de investimento só têm de declarar as suas participações duas vezes por ano, quando se investe num fundo de investimento não se conhece a fundo a composição do mesmo.

Comissões

Uma das principais características dos ETF são as suas comissões anuais baixas, sobretudo em comparação com as dos fundos de financiamento. A natureza passiva do investimento em índices, os custos de marketing reduzidos e as despesas de distribuição e contabilidade contribuem para comissões mais baixas. No entanto, os investidores particulares têm de pagar uma comissão de corretagem para compra e venda de ações de ETF. Isto pode aumentar significativamente o custo do investimento em ETF para os investidores que comercializam ações com frequência. No entanto, com o aparecimento das comissões de corretagem de baixo custo, a compra de ETF está a tornar-se mais viável do ponto de vista financeiro.

Opções

Muitos ETF têm opções que podem ser transacionadas e usadas para criar várias estratégias de investimento em conjugação com o ETF subjacente, permitindo aos investidores o recurso à alavancagem nas suas carteiras.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente