Uma das maiores fontes de confusão para aqueles que são novos no mercado cambial é o padrão de cotação de moedas. Vamos analisar a cotação de moedas e como a cotação funciona na transação de pares de moedas.

Ler uma cotação

Quando uma moeda é cotada a cotação é realizada em relação a outra moeda de modo a que o valor de uma seja refletido através do valor da outra. Assim, se estiver a tentar determinar a taxa de câmbio entre o dólar norte-americano (USD) e o iene japonês (JPY), a cotação de câmbio ficará assim:

O exemplo acima trata-se de um par de moedas. A moeda à esquerda é a moeda base enquanto a moeda à direita é a moeda cotada. A moeda base (neste caso o dólar norte-americano) é sempre igual a uma unidade (neste caso, 1 dólar norte-americano) e a moeda cotada (neste caso, o iene japonês) é aquilo a que a unidade de base equivale noutra moeda. A cotação significa que 1 dólar norte-americano é igual a 119,50 ienes japoneses.

Por outras palavras, 1 dólar norte-americano pode comprar 119,50 ienes japoneses. A cotação cambial inclui as abreviações das moedas para as moedas em questão.

Cotação direta versus cotação indireta

Existem duas formas de cotar um par de moedas, ou direta ou indiretamente. Verifica-se cotação direta quando num par de moedas a moeda nacional é a moeda cotada; e verifica-se cotação indireta quando num par de moedas a moeda nacional é a moeda base. Assim, se estivesse a considerar o dólar canadiano como moeda nacional e o dólar norte-americano como moeda estrangeira, uma cotação direta seria USD/CAD enquanto uma cotação indireta seria CAD/USD. A cotação direta varia a moeda nacional e a moeda base, ou estrangeira, permanece fixa numa unidade. Na cotação indireta, por outro lado, a moeda estrangeira é variável e a moeda nacional é fixa numa unidade.

Se o Canadá, por exemplo, for a moeda doméstica, uma cotação direta seria 1,18 USD/CAD, o que significa que 1 dólar norte-americano compra 1,18 dólares canadianos. A cotação indireta para esta situação seria o inverso (1/1,18), 0,85 CAD/USD, o que significa que com 1 dólar canadiano é possível comprar 0,85 dólares norte-americanos.

No mercado cambial à vista a maioria das moedas são negociadas em relação ao dólar norte-americano e o dólar norte-americano é frequentemente a moeda de base no par de moedas. Tal aplica-se ao par de moedas USD/JPY apresentado acima que indica que 1 dólar norte-americano é igual a 119,50 ienes japoneses.

No entanto, nem todas as moedas têm o dólar norte-americano como base. As moedas que têm uma ligação histórica com o Reino Unido, como a libra esterlina, o dólar australiano e o dólar neozelandês, são todas cotadas como a moeda base em relação ao dólar norte-americano. O euro, que é relativamente recente, é cotado da mesma forma. Nestes casos, o dólar norte-americano é a contra-moeda e a taxa de câmbio é referida como cotação indireta. É por isso que a cotação EUR/USD é dada como 1,25, por exemplo, o que significa que 1 euro é equivalente a 1,25 dólares norte-americanos.

A maioria das taxas de câmbio é cotada até quatro dígitos depois do ponto decimal, à exceção do iene japonês (JPY) que é cotado até duas casas decimais.

Cross Currency

Quando é dada uma cotação sem o dólar norte-americano como um dos componentes, tal tem o nome de cross currency. Os pares de cross currency mais comuns são o EUR/GBP, EUR/CHF e EUR/JPY. Estes pares de moedas expandem as possibilidades de negociação no mercado cambial mas é importante notar que não têm tanto seguimento (ou seja, não são negociados tão ativamente) como os pares que incluem dólar norte-americano, que também são conhecidos como the majors.

Preço de compra (bid price) e preço de venda (ask price)

Como acontece com a maioria das transações nos mercados financeiros, quando negoceia um par de moedas existe um preço de compra (bid price) e um preço de venda (ask price). Uma vez mais, estes surgem em relação à moeda base. Ao comprar um par de moedas (posições longas), o preço de venda refere-se à quantidade de moeda cotada necessária para comprar uma unidade da moeda base – ou por quanto o mercado irá vender uma unidade da moeda base em relação à moeda cotada.

O preço de compra é utilizado quando se vende um par de moedas (a descoberto) e reflete quanto da moeda cotada será obtido com a venda de uma unidade da moeda base – ou quanto o mercado irá pagar pela moeda cotada em relação à moeda base.

A cotação antes da barra (/) é o preço de compra e os dois dígitos após a barra representam o preço de venda (apenas os últimos dois dígitos do preço total são tipicamente cotados). Note que o preço de compra é sempre menor que o preço de venda. Vamos ver um exemplo:

Se quiser comprar este par de moedas isso significa que pretende comprar a moeda base e procura o preço de venda para ver quanto (em dólares canadianos) o mercado irá cobrar por dólares norte-americanos. De acordo com o preço de venda, pode comprar 1 dólar norte-americano com 1,2005 dólares canadianos.

No entanto, para vender este par de moedas, ou vender a moeda base em troca da moeda cotada, deverá olhar para o preço de compra. O mesmo diz-lhe que o mercado irá comprar 1 dólar norte-americano, a moeda base (você irá vender ao mercado a moeda base) por um preço equivalente a 1,2000 dólares canadianos, a moeda cotada.

Qualquer que seja a moeda cotada em primeiro (a moeda base) é sempre aquela em que a operação é conduzida. Ou compra ou vende a moeda base. Consoante a moeda que quer utilizar para comprar ou vender a moeda base, refere-se à taxa de câmbio à vista do par de moedas correspondente para determinar o preço.

Spreads e Pips

A diferença entre o preço de compra (bid price) e o preço de venda (ask price) é conhecida como spread (ou margem). Considerando a seguinte cotação: EUR/USD = 1,2500/03, o spread seria 0,0003 ou 3 pips, também conhecidos como pontos. Embora estes movimentos possam parecer insignificantes, mesmo a mais pequena alteração de ponto pode resultar em milhares de dólares ganhos ou perdidos devido à alavancagem. Uma vez mais, esta é uma das razões pelas quais os especuladores se sentem tão atraídos pelo mercado cambial. Até mesmo o menor movimento de preço pode resultar num lucro significativo.

O pip é a menor quantidade que um preço se pode mover numa cotação de moeda. No caso do dólar norte-americano, do euro, da libra esterlina ou do franco suíço, um pip corresponde a 0,0001. Com o iene japonês, um pip corresponde a 0,01 pois esta moeda é cotada até duas casas decimais. Assim, numa cotação cambial USD/CHF o pip seria 0,0001 francos suíços. A maioria das moedas é negociada dentro do intervalo de 100 a 150 pips por dia.

Pares de moedas no mercado a prazo e no mercado de futuros

Uma das principais diferenças técnicas entre os mercados cambiais é a forma como as moedas são cotadas. Nos mercados a prazo ou de futuros, o câmbio é sempre cotado em relação ao dólar norte-americano. Isto significa que o preço é definido em termos de quantos dólares norte-americanos são necessários para comprar uma unidade de outra moeda. Lembre-se que no mercado à vista algumas moedas são cotadas em relação ao dólar norte-americano enquanto para outras o dólar norte-americano é cotado em relação às mesmas. Como tal as cotações do mercado a prazo/de futuros e do mercado à vista não serão sempre paralelas.

No mercado à vista, por exemplo, a libra esterlina é cotada em relação ao dólar norte-americano como GBP/USD – e é cotada da mesma forma nos mercados a prazo e de futuros. Assim, quando a libra esterlina está mais forte em relação ao dólar norte-americano no mercado à vista, também se encontrará mais forte nos mercados a prazo e de futuros.

Por outro lado, quando se considera a taxa de câmbio para o dólar norte-americano e o iene japonês, o primeiro é cotado contra o último. No mercado à vista a cotação seria, por exemplo, 115 – o que significa que 1 dólar norte-americano compra 115 ienes japoneses. No mercado de futuros, seria cotado como (1/115) ou 0,0087, o que significa que 1 iene japonês compra 0,0087 dólares norte-americanos.

Como tal, um aumento na taxa à vista do par USD/JPY equivaleria a um declínio na taxa de futuros JPY pois o dólar norte-americano fortalece em relação ao iene japonês e, assim, um iene japonês compra menos dólares norte-americanos.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente