O fracasso financeiro e as histórias de traders mal sucedidos relacionadas com a negociação de ações são bastante comuns. A negociação de ações com rentabilidade consistente é uma ocupação difícil, com uma taxa de fracasso estimada em pelo menos 90% – onde o investimento de curto prazo está envolvido, bem como o day trading.

Existem muitas razões para esta taxa de insucesso ser tão elevada, tais como:

  • A maioria dos novos traders começa com pouco capital – e com a expectativa de serem capazes de pagar as suas contas com os lucros da negociação, o que não se cumpre.
  • Muitos traders, particularmente novos traders, começam sem um plano ou estratégia coerente de negociação.
  • A imprevisibilidade dos mercados, especialmente no curto prazo.
  • O grande número de fraudes empresariais e financeiras entre empresas listadas em bolsa.
  • Propaganda mal controlada e campanhas agressivas e tendenciosas relacionadas com negociação, corretagem e estratégias para seleção de ações.
  • Publicações não regulamentadas, por vezes imprecisas, bem como cursos mal conduzidos, não credíveis e muitas vezes frequentados por traders à espera de ficarem ricos a negociar nos mercados.
  • Promoção generalizada de métodos de negociação imprecisos e não comprovados – para ações, obrigações, matérias-primas ou mercado cambial.

É claro que a especulação ao redor das ações é uma ocupação arriscada e complexa pois as direções dos mercados são geralmente imprevisíveis e, por vezes, carecem de transparência. Não invalida, contudo, as verdadeiras histórias, bem documentadas, de grandes sucessos de rentabilidade consistente de muitos investidores com ações individuais.

No entanto, para qualquer situação existe o oposto, o que é verdade em relação aos traders. Diante dos traders bem sucedidos, que negoceiam com a necessária moderação, encontram-se aqueles que negoceiam excessivamente sem perceberem que estão a habilitar-se a perdas.

Over-trades

O over-trading é a compra e venda excessiva de títulos por um investidor para aumentar a probabilidade de ser bem-sucedido. É difícil de ser auto-diagnosticado – e é um provável caminho para a falência.

Muitos traders reconhecem-no mais facilmente nos outros, mas não em si próprios. O over trading é um problema psicológico que consome lucros e destrói capital de negociação.

Para muitos traders, as duas principais raízes do excesso de negociação encontram-se na necessidade de perseguir o mercado para recuperar perdas e no desejo de parecer ocupado. A primeira leva ao jogo. A segunda, o impulso para parecer ocupado, normalmente sai cara ao trader.

Dois tipos de over-traders:

Tipo I: Over-traders técnicos

Os principiantes no trading justificam as suas ações pelas questões técnicas da “indústria”. Muitos deles concluem que os aspetos técnicos trabalham em sua vantagem. Tomam, assim, posições predeterminadas e procuram indicadores que confirmem as suas escolhas.

Tipo II: Over-traders impulsivos

Os traders que utilizam dados não estatísticos ou não matemáticos geralmente dependem das opiniões de outras pessoas, das notícias, das suas observações pessoais e de conselhos de peritos ou gurus. O problema com estes é que não podem compensar dados quantificáveis e o over-trader considera ser difícil ficar parado devido aos mesmos. Não suporta a inatividade logo tem de satisfazer a sua compulsão pela negociação. A falta de avaliação de indicadores suficientes e a ausência de conhecimento técnico suficiente é geralmente a queda de um trader.

Traders pseudo-informados

Agem tarde e perdem pois tendem a comprar quando os preços já se encontram elevados e a vender quando os preços já se encontram baixos.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente