Página principal Análise

De acordo com o 10º Índice Global de Prosperidade do Legatum Institute

O Legatum Institute, um centro de investigação em Londres, divulgou em novembro o seu 10º Índice Global de Prosperidade, um estudo anual que avalia os países mais prósperos do mundo.

A organização analisa 104 variáveis para a elaboração da lista, divididas em nove subcategorias. Um dos atributos mais importantes é a vitalidade da economia nacional.

As estruturas económicas não são, porém, avaliadas somente em função da dimensão e peso. O instituto considera fatores como a abertura, a eficiência do setor financeiro e em que medida a população tem acesso a oportunidades económicas.

O índice inclui os 149 países com mais informação disponível. Fomos buscar os 19 melhores da subsecção económica do Índice de Prosperidade.

Veja quais são:

19. Japão

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
Haruhiko Kuroda, diretor do Banco do Japão, gesticula durante a sessão anual do Fórum Económico Mundial em Davos, 24 de janeiro de 2014.

O Japão pode ser a terceira maior economia mundial em termos de PIB, mas há anos que sofre de estagnação e inflação, o que explica a posição relativamente baixa na lista do Legatum Institute.

18. Islândia

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
Protesto contra o primeiro-ministro Sigmundur Gunnlaugsson em Reiquiavique, 4 de abril de 2016, depois de uma fuga de informação nos chamados Panama Papers (Documentos do Panamá). A revolta começou em resposta ao facto da mulher do executivo ter, num paraíso fiscal, uma empresa com responsabilidades em relação aos debilitados bancos nacionais.

Segundo o centro de investigação, a economia da Islândia é uma das melhores do mundo. Teve, todavia, os seus problemas. Durante a crise financeira, a banca nacional esteve próximo de falir, o que causou uma recessão de 3 anos entre 2008 e 2010.

17. França

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
La Défense, Paris

A segunda maior economia da zona euro tem sofrido com fraco crescimento desde o início da crise de dívida em 2009. As dificuldades são exacerbadas pela ineficiência do mercado de trabalho, resistente à mudança. O país continua, todavia, uma das potências económicas mundiais.

16. Bélgica

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

O quartel general da União Europeia recebe também uma classificação alta. O país ganhou protagonismo mediático depois da pequena região de Wallonia ter posto em causa o CETA (Comprehensive Economic and Trade Agreement, em português AECG – Acordo Económico e Comercial Global) – o maior acordo bilateral UE-Canadá.

15. Austrália

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

O sucesso da economia australiana, uma das maiores do hemisfério sul, depende significativamente de matérias-primas. O ferro é um recurso especialmente importante. Há 25 anos que o subcontinente vive sem recessão, tendo escapado inclusivamente ao pior da crise financeira.

Os 13 países com os passaportes mais poderosos

14. Estados Unidos

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
A presidente da Reserva Federal dos EUA, Janet Yellen, ajusta os óculos durante uma audiência da Comissão Bancária do Senado no Capitólio, 15 de julho de 2014.

A maior e mais poderosa economia mundial não está em forma, segundo o centro de pesquisa. Detém uma posição cimeira a nível global mas a distribuição da riqueza é ainda um problema estrutural de peso na terra do sonho americano.

13. Canadá

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

O vizinho a norte dos EUA precisa de petróleo e viu o crescimento do PIB vacilar após os incêndios em Alberta – que afetaram a produção no setor. Mantém-se, contudo, um destino de negócios atrativo com muitos americanos, após a vitória de Trump, a ponderar uma mudança para lá.

12. Finlândia

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
Um trabalhador prepara a pista de salto da Taça do Mundo de Salto de Esqui em Kuopio, 13 de março de 2007.

Um dos principais contribuintes para o PIB é a indústria do papel, graças à dimensão incrível da floresta nacional. O país é igualmente conhecido por medidas económicas invulgares. Implementou recentemente, a título experimental, o rendimento mínimo universal.

11. Áustria

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Outro país europeu com uma posição cimeira na lista do Legatum Institute. A Áustria é a 29ª maior economia do mundo, apesar de ter uma população inferior a 9 milhões.

10. Reino Unido

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
Uma panorâmica de Canary Wharf à noite, com o edifício do HSBC à direita.

Estima-se que o Brexit afete significativamente a economia britânica mas o país continua um caso económico de sucesso e estima-se que tenha crescido mais rapidamente que qualquer outra das maiores economias mundiais em 2016.

9. Luxemburgo

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Conhecido como a morada de banqueiros e de quem paga o mínimo de impostos possível, o Luxemburgo comporta-se melhor do que o seu tamanho indica. Com menos de 600 mil habitantes, está no top 3 do PIB per capita mais elevado do mundo.

8. Singapura

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

A cidade-estado asiática não só é um dos maiores centros financeiros, como também é um dos dois portos mundiais mais movimentados. Mais de 32 milhões de contentores de carga são processados pelo Porto de Singapura todos os anos.

7. Noruega

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

A economia norueguesa depende substancialmente da indústria do petróleo no Mar do Norte, o que significa que o país tem enfrentado dificuldades desde a baixa de preços em 2014. Mantém-se, contudo, forte – e a riqueza dos fundos soberanos do governo é motivo de inveja no resto do mundo.

6. Dinamarca

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Com um PIB nominal pouco acima dos 300 mil milhões de dólares, a Dinamarca é uma das 40 maiores economias mundiais. Segundo o coeficiente de Gini do Banco Mundial, tem ainda a taxa de desigualdade mais baixa do mundo.

5. Alemanha

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Responsável pelo parco êxito europeu dos últimos anos, a Alemanha apenas fica atrás dos EUA, China e Japão em termos nominais. É também o terceiro maior exportador do mundo ao colocar no mercado mais de 1 bilião de dólares em mercadoria todos os anos.

4. Suiça

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Um habitante suíço é de longe mais rico que um par em qualquer outra grande economia mundial. O país vive do afamado calibre elevado do setor financeiro.

3. Suécia

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

Na mesma linha dos vizinhos escandinavos, a Suécia tem um estado social generoso. Tal significa que os impostos são francamente elevados em todo o país. A Suécia foi uma das primeiras nações a introduzir taxas de juro negativas, com o objetivo de estimular a inflação paralisante.

2. Países-Baixos

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo
Trabalhadores procuram flores murchas nos campos de tulipas de Noordwijk, 24 de abril de 2014.

Com um PIB nominal superior a 750 mil milhões em 2015, não obstante uma população de apenas 17 milhões, o país dá cartas a nível mundial. O conceito de bolsa de valores como hoje o conhecemos foi criado na Holanda no séc. XVII.

1. Nova Zelândia

As 19 economias mais abertas, estáveis e eficientes do mundo

De acordo com o Legatum Institute, a primeira economia mundial. Curiosamente, depende substancialmente do sucesso da indústria dos laticínios e sobretudo da empresa Fonterra (NZE: FCG), responsável por cerca de 30% das exportações mundiais no setor. Quando a Fonterra está bem, o país está bem também.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente