Os principais acontecimentos de 2016
Página principal Análise, Apple, Tesla, Inteligência Artificial, Ataques terroristas, Panama Papers, Brexit, Donald Trump
Tema do momento
31 de Dezembro de 2016
4404 4k

Uma seleção de temas e de notícias que marcaram 2016

O Brexit

“Deverá o Reino Unido permanecer membro da União Europeia?” Não, de acordo com 52% da população britânica. O referendo ao redor do Brexit – saída do Reino Unido da UE –, que teve lugar a 23 de junho, foi muito mais do que uma votação quanto à permanência do país no bloco de 28 países: foi sobre identidade nacional, o lugar do Reino Unido no mundo e o futuro do projeto europeu.

O resultado e as consequências foram surpreendentes – e não tardaram reações por todo o mundo. David Cameron demitiu-se do cargo de primeiro-ministro – tendo sido rapidamente substituído por Theresa May – e as previsões de sequelas terríveis acabaram por se mostrar exageradas, com a economia do Reino Unido a crescer na ordem de 0,5%.

Os melhores artigos sobre o tema:

Brexit: jovens europeus preocupados com o seu futuro no Reino Unido

Como negociar em caso de Brexit – ou em caso de “Bremain”

Vitória do Brexit: e agora?

Como a Grã-Bretanha poderá escapar ao Brexit

Quando os pessimistas estão errados

As eleições presidenciais nos EUA

Quando os norte-americanos votam para escolher o seu próximo presidente não estão apenas a escolher o presidente dos EUA – estão a escolher um líder mundial. As eleições presidenciais dos EUA – a campanha, os debates, as projeções – foram acompanhadas por todo o mundo e foi com surpresa e apreensão que se recebeu a notícia de que Donald Trump tinha sido eleito.

Entretanto, destaca-se que o mercado de ações como um todo tem subido desde as eleições e que os investidores – bem como consumidores e empresas em geral – estão a terminar 2016 com boas perspetivas para o futuro: com um sentimento otimista. Trump assumirá o cargo de presidente dos EUA a 20 de janeiro de 2017 e o mundo está expectante.

Os melhores artigos sobre o tema:

O ano do Brexit e de Trump em gráficos

O impacto da eleição de Donald Trump no mercado de ações, um mês depois

Setores que beneficiam de uma presidência Trump

10 Ações a comprar caso Donald Trump se torne presidente dos EUA

As razões pelas quais tantos americanos escolheram Donald Trump

Os avanços tecnológicos

A cada ano que passa aumenta a fasquia ao nível da inovação tecnológica: o consumidor quer sempre mais. São esperadas as maiores inovações no mundo informático e tecnológico em geral. E as empresas têm cumprido, lançando novos portáteis, smartphones ou drones todos os anos – a superarem os modelos anteriores.

Até onde poderão chegar? Estarão a precipitar-se – lançando produtos, no mercado, com imperfeições ao ponto de terem de ser recolhidos – para não perderem a carruagem? E a quantidade de start-ups que aparece e desaparece a cada ano? Ou de aplicações, que aparecem e desaparecem a cada dia? Teremos chegado a um ponto de não retorno?

Os melhores artigos sobre o tema:

Que se lixe o mundo das start-ups

As 10 melhores inovações no mundo automóvel em 2016

Os 10 portáteis mais bonitos do mundo

A super secreta fábrica de iPhones da Apple, em fotografias

Os smartphones mais caros disponíveis no mercado

Os ataques terroristas (Bruxelas, Nice e Berlim)

O terrorismo voltou a não dar tréguas este ano nos mais diversos cantos do mundo. Com foco na Europa destacam-se os ataques de Bruxelas (março), Nice (julho) e Berlim (agora em dezembro) que causaram, de forma deliberada e brutal, centenas de vítimas mortais e feridos – reforçando a onda de terror e receio que já se sentia no ano passado.

O impacto dos ataques terroristas nas viagens para a Europa

Europa: em busca de uma resposta unida para enfrentar o terrorismo

Como a Europa se tornou o ground zero do terrorismo

O petróleo e a OPEP

Já no culminar do ano, os membros da OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo – superaram os diversos pontos de desacordo entre a maioria e concordaram com a redução do nível de produção de petróleo na ordem de 1,2 milhões de barris por dia, para se situar em 32,5 milhões de barris por dia. A reputação do grupo saiu fortalecida.

A redução da oferta de petróleo mostra-se essencial para evitar um terceiro ano com excesso de oferta nos mercados – o que levou à queda dos preços para menos de 50 dólares o barril desde meados de 2014, de mais do dobro. A queda dos preços tem vindo a prejudicar as economias dos países membros, nomeadamente da Arábia Saudita, a maior exportadora de petróleo do mundo.

Os melhores artigos sobre o tema:

África é a maior ameaça para a OPEP

Membros da OPEP concordam com redução da produção de petróleo

Próxima reunião da OPEP: reviravoltas e previsões

Reunião da OPEP: 5 aspetos a acompanhar

O mar do Norte vai inundar o mercado de petróleo

A Síria e a crise dos migrantes

A situação na Síria degradou-se profundamente ao longo do ano – agravando-se também as tensões geopolíticas entre as principais potências mundiais envolvidas no conflito. Foram diversos os cessar-fogo entre o exército e a oposição bem como as tentativas de negociação de paz com mediação internacional.

A crise dos migrantes, por sua vez, não mostrou melhorias face ao ano passado com mais acidentes trágicos no mediterrâneo, o aumento do sentimento anti-migrante a espalhar-se pela Europa, acordos polémicos firmados entre a União Europeia e a Turquia e a criação de barreiras – em alguns países europeus – para conter o fluxo de migrantes.

Os melhores artigos sobre o tema:

Ser médico na Síria significa esperar a morte

Estão a esgotar-se os caixões em Alepo

Retornados: o que acontece quando os refugiados decidem voltar para casa?

UE: os vistos de curta duração dirigem-se aos países errados

Portugal elogiado pela sua abordagem à crise dos refugiados

Portugal na Europa e no mundo

Muito pode ser dito sobre Portugal em 2016 mas vamos focar-nos apenas em indivíduos e em aspetos positivos. O ano fica marcado pela nomeação de António Guterres, antigo primeiro-ministro, como Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Guterres será o “principal diplomata do mundo” por, pelo menos, cinco anos a partir de janeiro de 2017.

2016 fica igualmente assinalado como o ano em que Marcelo Rebelo de Sousa, político e comentador televisivo, foi eleito presidente da República – e pelo ano em que Portugal venceu a final do Euro (2016), fazendo-se história no futebol português: Portugal trouxe para casa o seu primeiro título europeu de futebol, derrotando França.

António Guterres toma posse como Secretário-Geral das Nações Unidas

Portugal venceu a final do Euro 2016

Tomada de posse do novo Presidente da República português

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente