Tribunal rejeitou recurso de Trump e manteve suspensão de decreto anti-imigração
AP Photo/Haven Daley
Página principal Síntese, Rússia, China, Vladimir Putin, Donald Trump

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Caso ao redor de decreto anti-imigração de Trump deverá seguir para o Supremo Tribunal

Um painel de três juízes decidiu por unanimidade que a proibição viola os direitos das pessoas afetadas sem que se verifique justificação suficiente em termos de segurança nacional. O caso seguirá para o Supremo Tribunal dentro de dias. Relembra-se que Trump emitiu uma ordem executiva para proibir a entrada de viajantes de sete nações de maioria muçulmana – e de refugiados – nos EUA.

Shinzo Abe visita Donald Trump

Antes da sua viagem o primeiro-ministro do Japão pediu a líderes empresariais que apresentassem um número quanto a investimento planeado para os EUA. Desde que tomou posse, Trump tem procurado lutar contra o que considera práticas comerciais injustas da parte do Japão. No ano passado, o Japão exportou mais para os EUA do que os EUA para o Japão: uma diferença de 68,9 mil milhões de dólares, favorável ao Japão.

China começou a registar impressões digitais de todos os visitantes estrangeiros

O Ministério de Segurança Pública chinês está a iniciar o protocolo em Shenzhen e irá eventualmente expandi-lo a todos os pontos de entrada e saída do país. A prática vai ao encontro de protocolos fronteiriços praticados nos EUA e Japão.

Trump apoiou a política “Uma China” num telefonema com o presidente chinês Xi Jinping

No mês passado Trump causou alarme em Pequim ao sugerir que a política – há muito reconhecida pelos EUA – podia ser alvo de negociação. De acordo com a Casa Branca, os dois líderes tiveram uma longa conversa e avançaram convites para se encontrarem nos respetivos países. Os gestos tardaram mas chegaram.

Juiz ordenou prisão de antigo presidente do Peru

Alejandro Toledo foi acusado de adjudicar contratos à construtora brasileira Odebrecht em troca de 20 milhões de dólares. Como parte de um acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, a Odebrecht admitiu ter pago perto de 800 milhões de dólares em subornos a governos de toda a América Latina. Toledo governou entre 2001 e 2006 e vive atualmente nos EUA.

Trump terá, alegadamente, criticado tratado nuclear com a Rússia

A Reuters, citando três fontes com conhecimento de um telefonema entre Donald Trump e Vladimir Putin, avançou que o presidente dos EUA criticou o tratado New Start da era Obama – que limita o estabelecimento de armas nucleares. Especialistas em controle de armas ficaram horrorizados com a aparente ausência de familiaridade de Trump com o acordo.

Calendário Económico

  • 09:30 (GBP) Produção Industrial (Mensal) (Dez)
  • 13:30 (CAD) Variação no Emprego (Jan)
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente