Coreia do Norte diz estar preparada para a guerra
AP Photo/Ahn Young-joon
Página principal Síntese, Coreia do Norte, Ataques terroristas, EUA, Bancos Centrais, Turquia

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Pyongyang preparada “para qualquer forma de guerra desejada pelos EUA”

Um porta-voz declarou que o país está preparado “para qualquer forma de guerra desejada pelos EUA.” – Em resposta ao envio de navios de guerra, por parte dos EUA, para a península coreana. Pyongyang tem vindo a exibir a sua crescente versatilidade ao nível de tecnologia de mísseis e poderá estar a preparar-se para um sexto teste de armamento nuclear – sendo que no sábado se celebra a data de nascimento do falecido líder Kim Il-sung.

Primeiro-ministro australiano fala de armamento nuclear na Índia

A visita de Malcolm Turnbull surge um dia depois do seu anúncio de que a Austrália irá começar a exportar urânio para a Índia. Os países assinaram um acordo de exportação ao redor de energia nuclear há três anos e estão a trabalhar em torno de um acordo de comércio livre.

EUA divulgam dados económicos

O departamento do Trabalho dos EUA irá partilhar números quanto à abertura de postos de trabalho em fevereiro – enquanto os resultados de uma pesquisa da Reserva Federal irão fornecer pistas quanto ao ambiente de crédito e às condições de negócios para pequenas empresas.

Condições de negócios melhoram na Austrália

As mesmas atingiram o seu mais elevado ponto desde início de 2008, de acordo com um indicador mensal do Banco Nacional da Austrália que analisa fatores como contratações e vendas, entre outros. Melhorias ao nível dos serviços e das indústrias grossistas, bem como o aumento do preço do carvão e do minério de ferro, surgiram como fortes fatores. Uma preocupação: o setor a retalho em declínio.

Janet Yellen assinalou mudança nos EUA: do estímulo da economia à sustentação do crescimento

A presidente da Reserva Federal avançou que a economia está “bastante saudável” agora, esperando que continue a crescer a um ritmo moderado. Também argumentou contra a eliminação de regulamentações financeiras, afirmando que os EUA têm agora “um sistema muito mais seguro” do que antes da crise financeira global.

LeEco abandonou a compra da produtora de TV Vizio, baseada na Califórnia

A empresa chinesa de tecnologia citou “contratempos em termos de regulamentações” referindo-se a crescente escrutínio por parte de Pequim relativamente a investimentos corporativos no estrangeiro. As autoridades chinesas têm vindo a implementar controlos de capital que dificultam a movimentação de 2 mil milhões de dólares para o exterior.

Calendário Económico

  • 09:30 (GBP) IPC (Anual) (Mar)
  • 10:00 (EUR) Índice de Sentimento Económico (ZEW) - Alemanha (Abr)
  • 15:00 (USD) Ofertas de Emprego JOLTs (Fev)
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente