Ásia vai continuar a liderar o crescimento global
Página principal Síntese

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

FMI estima crescimento global de 3,5% em 2017

O Fundo Monetário Internacional (FMI) avançou que a região Ásia Pacífico irá continuar a liderar o crescimento mundial, conservando forte perspetiva económica que irá contribuir para melhorar os resultados da média de crescimento global – crescimento que se prevê em 3,5% em 2017 e 3,6% em 2018, face a 3,1% em 2016. No entanto, a instituição financeira alertou para o risco que representam o protecionismo, o rápido envelhecimento da população e a queda de produtividade – instando a região a preparar-se para esses desafios.

Sul coreanos elegem um novo presidente

Na esteira do impeachment de Park Geun-hye, os eleitores estão preocupados com a corrupção e a economia. O “favorito” Moon Jae-in é um liberal que favorece mais a integração económica com a Coreia do Norte, de onde os seus pais fugiram como refugiados. Tal poderá colocá-lo em desacordo com o presidente dos EUA, Donald Trump. As urnas fecham às 20h hora local (12h de Lisboa) e os resultados serão conhecidos algumas horas depois.

Amazon apresenta mais recente assistente virtual Echo

A nova versão do altifalante controlado por voz – uma categoria que a Amazon (NASDAQ: Amazon.com [AMZN]) domina – terá um touchscreen de 7 polegadas e poderá ser apresentado hoje, de acordo com o The Wall Street Journal. O Echo irá, alegadamente, permitir chamadas de vídeo e responder a questões com resultados visuais (a atual versão do Echo não tem ecrã).

Walt Disney atualiza os investidores quanto ao seu problemático segmento de TV

Os acionistas da empresa (NYSE: Walt Disney Company [DIS]) quererão saber se a gigante de media encontrou forma de desacelerar as baixas de assinantes da ESPN – e como os pacotes de internet e televisão de baixo preço se estão a dar.

Wells Fargo explora a hipótese de venda de uma unidade de corretagem de seguros que poderá reunir 2 mil milhões de dólares

Será a maior venda de uma subsidiária registada do banco norte-americano (NYSE: Wells Fargo & Company [WFC]), que vê um forte “apetite” por corretoras de seguros entre as empresas de capital privado, de acordo com a Bloomberg. O Wells Fargo, o maior banco dos EUA por número de filiais, procura reduzir custos e aliviar alguns segmentos.

Alipay fechou acordo com a First Data, processadora de pagamentos norte-americana

O acordo permitirá que os utilizadores da Alipay façam compras em 4 milhões de lojas dos EUA – colocando o rei de pagamentos móveis chinês na mesma liga que o Apple Pay em termos de aceitação. Se o acordo encorajar mais retalhistas dos EUA a oferecer transações tap-and-go aos clientes – sejam turistas chineses ou consumidores dos EUA – a Apple (NASDAQ: Apple [AAPL]) também poderá beneficiar.

Start-up de verificação gramatical reuniu 110 milhões de dólares

A Grammarly, baseada em São Francisco e fundada por empreendedores ucranianos, utiliza inteligência artificial para ajudar os utilizadores a corrigir frases. Quase 7 milhões de pessoas utilizam o seu serviço diariamente, muitos através de uma extensão do Google Chrome. O financiamento surgiu da empresa de capital de risco General Catalyst.

Austrália investe amplamente em infraestruturas

Espera-se um grande impulso da despesa com infraestruturas no novo orçamento federal, incluindo um segundo aeroporto internacional em Sydney e um pacote rodoviário e ferroviário estimado em 1,7 mil milhões de dólares norte-americanos.

Calendário Económico

  • 02:30 (AUD) Vendas a Retalho (Mensal) (Mar)
  • 15:00 (USD) Ofertas de Emprego JOLTs (Mar)

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente