Donald Trump confirmou a saída dos EUA do Acordo de Paris
REUTERS/Joshua Roberts
Página principal Síntese, China, União Europeia, Donald Trump

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Saída dos EUA do acordo de Paris levará, no mínimo, quatro anos a completar

O presidente dos EUA afirmou que irá acompanhar o processo de saída do acordo, que levará no mínimo quatro anos a completar. Trump prometeu renegociar o acordo para obter melhores termos para os Estados Unidos, mas peritos – e os líderes de França, Alemanha e Itália – disseram que não será possível.

China e União Europeia realizam cimeira em Bruxelas

O primeiro-ministro chinês Li Keqiang e funcionários europeus irão reforçar o seu compromisso para com o acordo de Paris. Também na agenda: testes de mísseis norte-coreanos e produção global de aço.

Irlanda: Fine Gael escolhe hoje novo líder

Leo Varadkar poderá vir a ser o político mais novo a tornar-se Taoiseach – o termo que na língua gaélica irlandesa designa o chefe de governo da República da Irlanda – bem como o primeiro descendente de minoria étnica, uma vez que o seu pai é da Índia, e o primeiro líder do país homossexual. Varadkar, ministro da Proteção Social, enfrenta o atual ministro da Habitação, Simon Coveney, pela liderança do partido Fine Gael.

Donald Trump pediu ao Supremo Tribunal dos EUA que restabeleça a “proibição de viagens”

Advogados do Departamento de Justiça dos EUA pediram ao tribunal que revertesse a decisão da semana passada de um Tribunal de Apelação, que exigiu congelamento da iniciativa do presidente dos EUA. O movimento irá testar como o mais elevado órgão judicial da nação recebe uma ordem controversa.

Walmart está a pedir aos seus colaboradores que entreguem encomendas no caminho para casa

A gigante de retalho (XETRA: WMT) dos EUA deu início a um programa piloto em que solicita aos seus funcionários que aproveitem o caminho para casa, à saída do trabalho, para fazerem entregas – investindo agressivamente em e-commerce para competir com a Amazon (NASDAQ: AMZN). Não é claro como os colaboradores serão compensados.

Start-up de entregas de refeições pretende entrar na bolsa

A Blue Apron, empresa baseada em Nova Iorque que entrega kits de refeições prontas a cozinhar, está a preparar-se para solicitar a sua entrada na bolsa – num momento em que várias outras start-ups focadas em entregas de refeições se encontram em dificuldades. A empresa revelou forte crescimento de receita entre 2015 e 2016 – contudo é assaltada por elevados custos de marketing.

Calendário Económico

  • 09:30 (GBP) PMI Construção (Mai)
  • 13:30 (USD) Relatório de Emprego (Payroll) não-agrícola (Mai)
  • 13:30 (USD) Taxa de Desemprego (Mai)
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente