Nike vai começar a vender alguns itens na Amazon
AP Photo/Michael Noble Jr.
Página principal Síntese, Petróleo, Coreia do Norte, Amazon, Rússia, União Europeia, Estado Islâmico, EUA, Brexit, Bancos Centrais, China, Mercado dos EUA
Tema do momento
22 Junho
1911 1k

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Empresa de calçado e roupa desportiva sente que não tem alternativa

A empresa de calçado e roupa desportiva (NYSE: NKE) começou por recusar o envolvimento com a gigante de comércio eletrónico (NASDAQ: AMZN), temendo que “prejudicasse a sua marca”. No entanto, com o tráfego de clientes em estabelecimentos tradicionais em declínio, a Nike não tem alternativa. As ações da Foot Locker (NYSE: FL) e de outras retalhistas caíram com as notícias.

Líderes da União Europeia reúnem em cimeira trimestral de dois dias

Espera-se que emitam uma declaração conjunta sobre defesa e comércio global e reiterem o seu apoio ao acordo climático de Paris. Antes da reunião em Bruxelas, o primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni considerou o Brexit um duro alerta.

Reserva Federal dos EUA revela resultados de testes de stress a grandes bancos

Os investidores esperam que os resultados permitam que os maiores bancos dos EUA utilizem parte do seu capital para dividendos, recompra de ações e outras medidas. Os testes medem a capacidade dos bancos para continuar a emprestar fundos mesmo em situação de recessão económica séria.

George Clooney vendeu a sua empresa de tequila

A Diageo (NYSE: DEO), baseada em Londres, irá pagar 700 milhões de dólares pela Casamigos – e potencialmente mais 300 milhões de dólares consoante o desempenho futuro. O interesse da Diageo – que detém a Smirnoff, a Guinness e a Johnnie Walker – coincide com o aumento do consumo de tequila nos EUA.

Estado Islâmico terá destruído um dos mais emblemáticos monumentos do Iraque

A centenária mesquita Al-Nuri, que data do século XII, foi o local onde o grupo extremista declarou o califado em 2014. O Estado Islâmico declara que um ataque aéreo norte-americano destruiu a mesquita e respetivo minarete mas o exército iraquiano culpou os explosivos do ISIL.

Diplomatas norte-americanos e chineses encontraram-se para discutir a Coreia do Norte

Os EUA pediram à China que utilize maior pressão económica e diplomática para que Pyongyang controle o seu programa de mísseis nucleares. O Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, avançou que Donald Trump irá visitar a China ainda este ano.

Calendário Económico

  • 13:30 (CAD) Vendas a Retalho Subjacentes (Mensal) (Abr)
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente