Facebook: tudo o que precisa de saber sobre o programa de recompra de ações
Mariana Bazo/File Photo/Reuters
Página principal Finanças, Facebook

A autorização para a recompra de ações da empresa entrará em vigor no primeiro trimestre de 2017

O Facebook autorizou recompra de ações na ordem de 6 mil milhões de dólares.

Na teleconferência de resultados do Facebook (NASDAQ: Facebook [FB]) quanto ao terceiro trimestre do ano, no início de novembro, Dave Wehner (o CFO) avançou aos analistas que 2017 será um ano de “investimento agressivo”. No entanto, aparentemente ainda há espaço no orçamento para recompra de ações na ordem de 6 mil milhões de dólares, iniciativa aprovada pelo conselho da empresa a 18 de novembro.

A autorização para a recompra de ações entrará em vigor no primeiro trimestre de 2017 e não tem data de conclusão definida – logo, não se prende tanto com a capitalização sobre a recente desaceleração do preço das ações do Facebook, surgindo antes como outra opção para o Facebook aplicar parte dos 26,1 mil milhões de dólares em fundos e equivalentes no seu balanço patrimonial. A iniciativa é semelhante a um movimento conduzido pela Alphabet (NASDAQ: Alphabet Class A [GOOGL]) no ano passado, quando anunciou uma autorização de recompra de ações na ordem de 5,1 mil milhões de dólares com 73 mil milhões de dólares de fundos no seu balanço patrimonial.

Prioridades do Facebook

Na declaração que o Facebook entregou à SEC, que anunciava a autorização de recompra de ações, a gestão deixou claro quais as suas prioridades – avançando que “o timing e número real de ações recompradas irá depender de uma variedade de fatores, incluindo o preço, os negócios em geral, as condições de mercado e oportunidades alternativas de investimento. O programa será executado de forma consistente com a estratégia de alocação de capital da empresa ao dar prioridade a investimento para crescimento do negócio no longo prazo.”

Na verdade o Facebook não mudou o seu foco nem um pouco quanto ao investimento no crescimento a longo prazo da empresa. No entanto, com rápido crescimento do seu fluxo de caixa livre ao longo dos últimos anos poderá não ser capaz de gastar esses fundos de forma eficiente.

A Alphabet também experienciou recente aceleração na geração de fluxo de caixa livre e com um conjunto de fundos significativamente maior que os fundos do Facebook (ou que os fundos de qualquer outra empresa, na realidade), foi levada a iniciar o retorno de capital aos seus acionistas.

10 Razões para comprar ações do Facebook — e manter para sempre

Uma autorização de recompra fornece mais flexibilidade que um dividendo, tornando-se mais atraente para empresas que ainda planeiam investir em crescimento como a Alphabet e Facebook.

Os investidores ainda devem esperar que 2017 surja como um ano de investimento agressivo, como Wehner avançou aos analistas na teleconferência de resultados relativos ao terceiro trimestre. O principal foco da empresa passa por atrair talento de topo ao nível da engenharia e as recompras podem contribuir para tal.

Compensação baseada em ações

Uma das principais formas de atrair e manter talento, como o Facebook planeia fazer, passa por oferecer equidade na empresa – em rápido crescimento – a novos colaboradores. Ao longo dos primeiros nove meses de 2016, o Facebook concedeu 2,4 mil milhões de dólares de compensação baseada em ações. Assumindo que o quarto trimestre mantém o ritmo do resto do ano, o Facebook irá distribuir ações equivalentes a mais de metade da sua autorização de recompra de ações em 2016.

As questões que tem de responder para trabalhar no Facebook

Como tal, a recompra de ações do Facebook poderá servir principalmente para a compensação baseada em ações, mantendo as ações em circulação relativamente estáveis. A autorização não será tão grande que venha a ter um grande impacto no lucro por ação – 6 mil milhões de dólares representam cerca de 1,7% da capitalização de mercado total do Facebook. Para referência, os analistas projetam um crescimento dos lucros por ação do Facebook na ordem de 27% em 2017 (face a 2016).

Um sinal de confiança

A autorização da recompra de ações é um sinal de confiança da gestão de que o Facebook irá continuar a aumentar o seu fluxo de caixa livre. Com uma esperada desaceleração do crescimento da receita de publicidade, devido a saturação de publicidade no News Feeds do Facebook, os investidores esperam uma desaceleração significativa ao nível do lucro, depois de este ter acelerado em 2016.

Embora a autorização não obrigue a empresa a recomprar ações, a mesma não a teria anunciado se não estivesse confiante de que tem os recursos para tal.

Podem ser avançados argumentos de que o Facebook (NASDAQ: Facebook [FB]) ficaria melhor se procurasse outros investimentos além das suas próprias ações. As empresas, em geral, têm um péssimo timing quando se trata de recomprar as suas próprias ações. O Facebook tem tido, no entanto, um relativamente bom desempenho na distribuição de capital – para adquirir empresas ou desenvolver novas tecnologias. No entanto, com um fluxo crescente de fluxo de caixa, é bom ter a opção de simplesmente recomprar ações, definir compensação baseada em ações e melhorar os números de lucro por ação.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente