Mercado de ações: 3 empresas a acompanhar de perto esta semana
Vera Bradley
Página principal Finanças, OPEP

Costco, Lululemon e Vera Bradley apresentam os seus resultados trimestrais e perspetivas quanto à temporada de compras

As ações tiveram um desempenho misto na semana passada, com o Dow Jones Industrial Average (INDEX: Dow Jones Industrial Average [DJI]) a subir ligeiramente e o S&P 500 (INDEX: US500) a cair perto de 1% – uma diferença de desempenho mais pronunciada quando observada de forma ampla: o Dow subiu 10% este ano em comparação com o ganho de 7% do S&P 500.

Esta semana poderá ser alvo de alguma volatilidade para os acionistas da Costco, Lululemon e Vera Bradley, empresas que irão apresentar os seus relatórios de resultados trimestrais e orientações quanto à temporada de compras dos próximos tempos.

Tendências de adesão à Costco

A Costco (NASDAQ: Costco Wholesale [COST]) apresenta os seus resultados na quarta-feira à tarde e os investidores não esperam grandes notícias. Afinal de contas, o crescimento de vendas desacelerou, com sete anos consecutivos de ganhos na ordem de 4% (ou mais), em termos de tráfego de clientes, a terminarem no ano fiscal de 2016.

No entanto, a Costco ainda poderá superar as suas rivais ao nível do crescimento – porém, não por uma margem tão significativa como de costume. A Wal-Mart (XETRA: Wal-Mart Stores [WMT]) registou um aumento de vendas na ordem de 1% e a Target (NYSE: Target Corporation [TGT]) tem vindo a lidar com uma pequena queda nos últimos nove meses.

Os investidores irão observar as métricas de adesão à Costco na medida em que as taxas de renovação têm vindo a cair. A gestão acredita que a queda tenha uma duração curta, esperando que as taxas de renovação comecem a subir novamente – da marca de 90,3%, de que caíram no último trimestre. Assim que as tendências de subscrição estabilizarem, poderá ser finalmente tempo de impulsionar as cotas anuais de adesão nos EUA pela primeira vez em anos – o que irá contribuir para crescimento de lucro da Costco.

Margem de lucro da Lululemon

As ações da Lululemon (NASDAQ: lululemon athletica [LULU]) caíram quase 30%, face a máximos históricos, em direção ao relatório de resultados do último trimestre. Essa queda surgiu apesar da empresa ter avançado, no início de setembro, diversas boas notícias. O crescimento de vendas situou-se nuns consistentes 3% e a retalhista foi alvo da sua primeira melhoria de lucro em quase quatro anos – com a margem de lucro bruto a subir para 49% das vendas, de 47%.

Laurent Potdevin, CEO, avançou que o segundo trimestre “marca o início da nossa recuperação ao nível da rentabilidade e do crescimento sustentável de longo prazo.” Assim, os investidores irão procurar melhorias adicionais em ambas as métricas esta semana.

A atualização da perspetiva da gestão quanto à temporada de férias será relevante, com a retalhista a sugerir que poderá ser difícil superar o crescimento. Para que as ações superem a recuperação do mercado, deverá verificar-se evidência de que tanto o crescimento das vendas como as tendências de crescimento de lucro irão aguentar durante a temporada mais ocupada – e competitiva – da indústria.

Crescimento de vendas da Vera Bradley

As ações da Vera Bradley (NASDAQ: VRA) estão igualmente distantes do seu máxima e mínimo de 52 semanas, sugerindo que os investidores ainda não sabem o que fazer com as perspetivas da retalhista enquanto a mesma lança um novo reposicionamento da marca. O crescimento de vendas no mais recente trimestre foi dececionante. As mesmas caíram 5%, tanto nas lojas físicas como na loja eletrónica.

Ainda assim, esses números refletiram melhorias face à tendência do trimestre anterior. Cortes ao nível de custos, entretanto, ajudaram a produzir um aumento de 2 pontos percentuais ao nível da rentabilidade. “Embora o ambiente global permaneça desafiador (...)” – Afirmou Robert Wallstrom, CEO, em setembro. “Estamos satisfeitos por termos alcançado receitas totais dentro da nossa linha de orientação – e também estamos satisfeitos com a nossa expansão de lucro bruto de 230 pontos base.”

Os resultados desta semana serão os primeiros a incluir dados do reposicionamento da empresa – que a gestão espera que venha a estabelecer a base para crescimento de longo prazo. A marca também lançou um novo site, aumentou recursos em muitas das suas lojas e lançou uma nova iniciativa de mercado. Todos os gastos irão contribuir para aumento da despesa mas o investimento valerá a pena se colocar a empresa no caminho certo para ganhos consistentes, com início no atual ano fiscal.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente