3 Estratégias que geraram ganhos superiores a 20% em 2016
AP Photo/Jens Meyer
Página principal Finanças

A análise de Nicholas A. Vardy, que colabora com o marketwatch.com e analisa diversas estratégias de investimento numa base diária

As estratégias de investimento têm as suas estações. Monitorizo, numa base diária, duas dezenas de estratégias de investimento com um forte histórico de superação do mercado de ações dos EUA ao longo do tempo. Segue-se o que aprendi.

  1. Em primeiro lugar, existem muitas formas diferentes de encarar o investimento. Valor, crescimento, recompras, sentimento e outras estratégias abordam o mercado de forma diferente enquanto o tentam superar.
  2. Em segundo lugar, uma estratégia de investimento não funciona em todos os mercados – nem constantemente. As vencedoras deste ano poderão ser as perdedoras do próximo ano e vice-versa.

Na década de 1990, as ações de empresas relacionadas com a internet prometiam o caminho mais rápido para a riqueza. No final da década de 2000 o Super-Ciclo das Matérias-Primas e o Milagre Chinês representavam um futuro glorioso.

No atual mundo com taxas de juro a zero têm sido os investimentos conservadores, capazes de gerar rendimento, a melhor aposta. Com essa ressalva, seguem-se as três melhores estratégias de investimento – em termos de desempenho – que monitorizo e o seu desempenho face ao S&P 500 (INDEX: US500) este ano, até à data.

1. ETF Deep Value (DVP)

O ETF Deep Value monitoriza um índice de 20 ações selecionadas do S&P 500. Identifica ações desvalorizadas fazendo uma triagem focada na qualidade – ganhos positivos, dividendos, etc. – e utilizando métricas como o valor da empresa face ao EBITDA.

Detendo apenas 20 nomes, o DVP mostra uma grande tendência para empresas de média capitalização. Verifica-se, igualmente, foco setorial.

Os principais títulos do DVP são a Staples Inc. (NASDAQ: SPLS), a Transocean Ltd e a Whole Foods Inc (NASDAQ: WFM). No acumulado deste ano o ETF Deep Value apresentou um retorno total (incluindo dividendos) de 23,45%.

Para investidores orientados para o rendimento, o rendimento de 4,16% do fundo supera o rendimento do S&P 500 de 2,05%. O DVP cobra taxas anuais elevadas, na ordem de 0,80%.

As 11 melhores ações – a pagar dividendos – para 2017

2. ETF VanEck Morningstar Wide Moat (MOAT)

O ETF VanEck Vectors Morningstar Wide Moat (NYSE: MOAT) monitoriza um índice com ponderação igual de 20 ações procuradas pela equipa de pesquisa de capital da Morningstar – e designadas como mais atraentes ao nível do preço e com vantagem competitiva sustentável ou “moat” (fosso).

A pequena cesta de ações resulta numa carteira concentrada com significativo foco setorial.

Os três principais títulos do MOAT são, atualmente, a CSX Corp (NYSE: CSX), a Harley Davidson Inc. (NYSE: HOG) e a Tiffany & Co (NYSE: TIF). No acumulado do ano, o VanEck Morningstar Wide Moat (MOAT) relatou um retorno total (incluindo dividendos) de 21,65%.

O escasso rendimento do fundo, de 1,76%, segue-se ao rendimento de 2,05% do S&P 500. Assim, não se trata de uma opção para investidores focados no rendimento – cobra taxas anuais na ordem de 0,49%.

3. ETF ALPS Sector Dividend Dogs (SDOG)

A estratégia “Dividend Dogs” encontra-se próxima da teoria “Dogs of the Dow”, popularizada por Michael Higgins no seu livro “Beating the Dow”. A Dogs of the Dow corresponde às 10 – das 30 empresas no Dow Jones Industrial Average (INDEX: DJI) – com o maior rendimento de dividendos.

Entre 1957 e 2003 a “Dogs” original superou o Dow por cerca de 3%, retornando em média 14,3% ao ano enquanto o DJIA retornou em média 11%. O desempenho entre 1973 e 1996 foi ainda mais impressionante: com a estratégia Dogs a retornar 20,3% ao ano enquanto o Dow retornou 15,8%.

O ETF ALPS Sector Dividend Dogs aplica a teoria “Dogs of the Dow”, sector-a-sector, a ações negociadas no S&P 500.

O SDOG investe nos títulos com rendimento mais elevado em cada um dos 10 sectores do mercado. Gera uma carteira de 50 ações com foco no mercado de grande capitalização. As ações a renderem mais no S&P 500 deverão recuperar, colocando os seus rendimentos em linha com o mercado e conduzindo a ganhos significativos. Ao ponderar cada setor da mesma forma, ao nível das ações e setores, o SDOG fornece diversificação, evitando o foco em setores em particular.

Os três principais títulos do SDOG são a Qualcomm Inc. (NASDAQ: QCOM), a Cummins Inc. (NYSE: CMI) e a MetLife Inc (NYSE: MET). Até à data, o ETF ALPS Sector Dividend Dogs alcançou um retorno total (incluindo dividendos) de 21,3%. Para os investidores focados em rendimento, o rendimento de 2,30% do fundo supera o rendimento de 2,05% do S&P 500. O SDOG cobra taxas anuais na ordem de 0,40%.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente