3 Ações a comprar agora em janeiro
Página principal Finanças

Acabámos de entrar em 2017 e ainda não sabemos o que o ano reserva mas estas ações de crescimento parecem grandes ideias

Há muita incerteza ao redor deste novo ano mas isso não significa que os investidores focados no longo prazo devam alterar as suas estratégias. Comprar ações de boas empresas a preços razoáveis e mantê-las por um longo período é uma estratégia chave para o sucesso. Se essas empresas mostrarem potencial crescimento excecional, melhor ainda.

Três contribuidores do fool.com avançaram, cada, uma ação que parece atraente agora no início de 2017. Seguem-se as razões pelas quais a Wynn Resorts (NASDAQ: Wynn Resorts [WYNN]), a Skechers (NYSE: SKX) e o Zillow Group (NASDAQ: Z) devem estar no radar de cada investidor focado em crescimento.

Uma aposta que vale a pena assumir agora em janeiro

Sean Williams (Wynn Resorts): a Wynn Resorts, operadora de resorts e de casinos de topo, é uma ação de crescimento que deve constar dos radares dos investidores este janeiro.

As ações da Wynn deram-se muito bem em 2016 mas nos últimos três anos caíram cerca de dois terços. A Wynn teve de enfrentar queda de receita dos casinos na China, um resultado da desaceleração do crescimento do PIB do país – bem como preocupações nos EUA de que o crescimento do PIB abaixo de determinado nível afetaria os seus negócios em Las Vegas. No entanto, com base no relatório de resultados da empresa relativo ao terceiro trimestre de 2016, a mesma parece que recuperou a energia.

Em agosto passado a Wynn abriu o Wynn Palace em Macau, um casino e resort de topo que oferece atualmente 100 mesas de jogo – e terá 150 no total até 2019. A receita do Wynn Palace no terceiro trimestre ascendeu a 164,6 milhões de dólares e em 2017 (em que representará a receita do ano inteiro) poderá aumentar em cerca de 900 milhões de dólares face a 2016. Embora se continue a observar um declínio permanente da receita proveniente de Macau, com a elite chinesa a ajustar-se ao ambiente de crescimento ligeiramente mais lento do país, o fascínio de um novo hotel de luxo em cena poderá mais que compensar as recentes quedas de receita dos casinos, face ao ano anterior, e a queda de receita por quarto disponível no Wynn Macau.

Melhores perspetivas económicas nos EUA, que incluem taxas de juro mais elevadas (o que significa maiores juros para seniores) e uma nova tendência altista no mercado de ações, poderão melhorar as probabilidades para jogadores em Las Vegas. Já é possível observar os benefícios dessa melhoria de perspetivas nos resultados da Wynn: as receitas dos quartos em Las Vegas aumentaram mais de 9% no terceiro trimestre de 2016, enquanto a receita por quarto disponível aumentou uns impressionantes 6,6%. Se o tráfego se mantiver, é apenas uma questão de tempo até a Wynn alcançar melhores resultados das suas operações nos EUA, que avançam uma contribuição mais pequena.

De acordo com Wall Street, a Wynn tem potencial para acelerar o seu crescimento de lucro por ação de cerca de 10% em 2017 para talvez 20% a 25% ao ano no final da década. Destaca-se ainda que os investidores obtêm um dividendo de 2,2% enquanto esperam pacientemente que o Wynn Palace faça a sua magia em Macau. A Wynn (NASDAQ: Wynn Resorts [WYNN]) surge como uma aposta sólida, em termos de crescimento, e digna de consideração.

Crescimento e valor

Tim Green (Skechers): Após o seu mais recente relatório de lucros, a empresa de calçado Skechers poderá não parecer uma ação de crescimento. A receita cresceu na ordem de 10,1% face ao ano anterior, durante o terceiro trimestre, mas a orientação da empresa para o quarto trimestre prevê vendas praticamente planas. A Skechers ainda espera que as suas vendas internacionais e segmento de retalho produzam crescimento mas a esperada queda de vendas no seu segmento de venda por atacado a nível doméstico irá pesar nos resultados da empresa.

O incrível crescimento da Skechers ao longo dos últimos anos estava destinado a acabar mais cedo ou mais tarde – mas penso que o mercado está a ser demasiado pessimista. Os analistas esperam lucro por ação de 1,64 dólares este ano, colocando o preço da ação a 15 vezes os ganhos. A ação encontrou-se significativamente mais barata logo após a divulgação do seu desapontante relatório do terceiro trimestre mas mesmo à sua atual valorização o mercado não está a incluir muito potencial de crescimento.

A Skechers parece-se mais como uma ação de valor do que uma ação de crescimento a este ponto mas se a empresa conseguir voltar ao crescimento em 2017, as suas ações poderão ter um grande ano. O forte saldo da empresa, com 665 milhões de dólares em fundos e apenas 74,5 milhões de dólares de dívida, poderá conduzir a um dividendo ou a um programa de recompra de ações este ano. Será uma surpresa se a Skechers não retornar alguns fundos aos acionistas, especialmente com a ação tão em baixo.

As ações da Skechers (NYSE: SKX) já não são as ações de crescimento que foram mas o mercado parece excessivamente pessimista. Os investidores que procuram uma combinação agradável de crescimento e valor no início deste ano não precisam de procurar mais.

Esperam-se (ainda) melhores dias diante desta especialista em imobiliário online

Steve Symington (Zillow Group): As ações do Zillow Group subiram mais de 60% em 2016 face ao ano anterior. Penso que este ganho é apenas um início para o líder ao nível de bens imobiliários online.

Mais recentemente, em novembro, o Zillow continuou o seu hábito de superar as expectativas de Wall Street, definindo um novo recorde para a empresa com um crescimento de receita de 35% face ao ano anterior, para 224,6 milhões de dólares (bem acima da orientação de entre 217 e 220 milhões de dólares). Os ganhos ajustados antes de juros, taxas, depreciação e amortização mais que duplicaram ao longo do mesmo período, para 59,5 milhões de dólares, acima da orientação de entre 48 e 53 milhões. E a empresa saltou para lucro GAAP com um rendimento líquido de 6,8 milhões de dólares, ou 0,04 dólares por ação, de uma perda líquida de 26 milhões de dólares, ou 0,15 dólares por ação, no terceiro trimestre de 2015. Numa base ajustada, não-GAAP, que exclui itens como compensação baseada em ações e despesas de aquisição, os ganhos da Zillow de 0,18 dólares por ação ultrapassaram as estimativas dos analistas de 0,13 dólares por ação.

O crescimento da Zillow tem sido amplo. A receita do segmento Markeplaces subiu 45%, para 206,9 milhões de dólares (excluindo o segmento Market Leader), incluindo um aumento de 33% da receita de serviços Premier Agent. Entretanto, a receita de serviços relacionados com hipotecas aumentou 57%, para 19,8 milhões de dólares, e a receita de outros segmentos em ascensão – dotloop, agentes, StreetEasy, Naked Apartments e arrendamentos – quase triplicou face ao ano anterior, para 28,8 milhões de dólares.

O CEO da Zillow, Spencer Rascoff, elaborou que “com todo o nosso forte desempenho esperamos terminar 2016 com uma posição robusta para continuarmos a executar as nossas prioridades estratégicas.”

Creio que a Zillow (NASDAQ: Z) tem bastante espaço para crescer.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente