2 Ações que poderão prejudicar os investidores
Página principal Finanças

Comprar ações com valorização inflacionada durante tempos de euforia ou vender ações vencidas quando toda a gente está a fazer o mesmo são receitas para desempenho desapontante no longo prazo

Evitar grandes erros, procurando não perder capital de forma permanente, é uma das chaves para o investimento bem-sucedido. Os erros são uma das razões pelas quais o investidor individual tende a não superar o mercado global por uma ampla margem. Comprar ações com valorização inflacionada durante tempos de euforia ou vender ações vencidas quando toda a gente está a fazer o mesmo são receitas para desempenho desapontante no longo prazo.

O S&P 500 (INDEX: US500) entrou em 2017 a ser negociado a 26 vezes os ganhos – destacando-se que a sua média histórica corresponde a cerca de 15. Com cada vez menos pechinchas no mercado, a valorização de algumas empresas de alto nível tem sido conduzida a níveis que introduzem muito mais risco do que aquele que os investidores parecem perceber. Tanto a NVIDIA como a Costco são empresas fantásticas. No entanto, as suas ações poderão prejudicar os investidores em 2017.

Expectativas muito elevadas

As ações da empresa de chips gráficos mais que triplicaram em 2016, conduzidas por forte desempenho em todos os seus segmentos de atuação. O principal segmento da NVIDIA (NASDAQ: NVIDIA Corporation [NVDA]), de jogos, está a crescer – com forte procura ao redor das suas placas gráficas GeForce a conduzir a crescimento da receita na ordem de 63%, no terceiro trimestre, face ao ano anterior. As vendas dos centros de dados também triplicaram face ao ano anterior, com o intenso foco da NVIDIA na aprendizagem profunda a dar resultados. Além disso, o segmento focado em automóveis está a ganhar impulso, com diversas empresas a trabalhar com as plataformas da NVIDIA.

A capitalização de mercado da NVIDIA subiu para cerca de 57 mil milhões de dólares, mais do que nove vezes as vendas dos últimos 12 meses e 47 vezes os ganhos. O rácio preço-vendas da NVIDIA nunca foi tão elevado, ultrapassando os elevados níveis observados durante o boom dot.com. Dizer que os investidores estão a incluir no preço crescimento incrível no futuro é um eufemismo.

A NVIDIA tem, de facto, algumas grandes oportunidades para crescimento no futuro mas os investidores podem estar a contar com os resultados antes destes chegarem. O mercado para hardware de jogos de PC não está a crescer tão depressa como o segmento de jogos da NVIDIA, o que significa que é improvável que as impressionantes taxas de crescimento de 2016 sejam sustentáveis. A Advanced Micro Devices (NASDAQ: Advanced Micro Devices [AMD]) irá lançar placas gráficas topo de gama durante a primeira metade de 2017, introduzindo concorrência numa parte do mercado que tem sido dominada pela NVIDIA nos últimos anos. Os segmentos de centros de dados e automóveis representam grandes oportunidades de crescimento, contudo são difíceis de quantificar.

As unidades de processamento gráfico (GPU na sigla original) estão a ser cada vez mais utilizadas para acelerar o volume de trabalho. No entanto, chips especializados – como os Tensor Processor da Google (NASDAQ: Alphabet Class A [GOOGL]) – e crescente concorrência da AMD e da Intel (NASDAQ: Intel [INTC]) poderão colocar um fim ao domínio indisputado da NVIDIA. Ao nível do mercado automóvel, é impossível prever que tecnologia irá fornecer energia aos carros autónomos no futuro. A NVIDIA está numa grande posição com a sua plataforma de carros autónomos, mas o seu sucesso no longo prazo está longe de ser certo. As ações da NVIDIA nunca estiveram tão caras, em relação às vendas, como agora.

Se a empresa não conseguir continuar a impressionar os investidores com o seu crescimento durante 2017, poderá prejudicar aqueles que apostam que a ação irá subir ainda mais.

Maior risco do que pensa

Uma grande citação na área do investimento, de Howard Marks, presidente da Oaktree Capital (NYSE: OAK):

“A coisa mais arriscada no mundo é a crença generalizada de que não existe risco.” – Afirmou Marks num memorando enviado aos seus clientes no ano passado.

Quando quase toda a gente acredita que uma empresa é tão boa que o preço das suas ações não importa, normalmente é boa ideia manter a distância.

A Costco (NASDAQ: Costco Wholesale [COST]) é geralmente considerada uma grande empresa e por uma boa razão. Há anos que tem vindo a crescer de forma constante com os seus baixos preços e serviço ao cliente de qualidade a não concederem razões às suas dezenas de milhões de membros para se afastarem. A empresa tem-se mostrado fortemente imune ao risco do e-commerce, continuando a produzir resultados sólidos ao nível de vendas trimestre após trimestre, ano após ano.

A opinião generalizada em como a Cosco é uma grande empresa levou as suas ações a subir ao longo dos últimos anos. As ações duplicaram desde o início de 2012, apesar do crescimento de ganhos ter desacelerado nos últimos dois anos. O lucro por ação diminuiu no ano fiscal de 2016, mesmo com a receita a continuar a crescer.

As ações da Costco são agora negociadas perto de 30 vezes os ganhos acumulados nos últimos 12 meses, uma subida das 20 vezes há cinco anos. O mercado não parece estar preocupado com o a desaceleração do crescimento, atribuindo à ação um múltiplo ainda mais elevado. Num mercado caro, os investidores sentem-se atraídos pela Costco pela qualidade da empresa. No entanto, uma valorização elevada poderá significar problemas em 2017.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente