3 Empresas a acompanhar esta semana
Página principal Finanças, Mercado dos EUA

As ações da Pepsi, Fossil e TripAdvisor poderão ser alvo de grandes oscilações ao longo dos próximos dias de negociação

As ações subiram para mais um recorde na semana passada, com os relatórios relativos ao quarto trimestre de 2016 a pintar um cenário brilhante ao nível do crescimento de lucros das empresas. O Dow Jones Industrial Average (INDEX: DJI) e o S&P 500 (INDEX: US500) somaram, cada, 1 ponto percentual – tendo subido 3% até agora este ano.

A temporada de ganhos continua e promete produzir bastante volatilidade ao longo desta semana. Os três relatórios mais esperados: PepsiCo (NYSE: PEP), Fossil (NASDAQ: FOSL) e TripAdvisor (NASDAQ: TRIP).

PepsiCo e o seu volume

A gigante de bebidas e snacks PepsiCo (NYSE: PEP) irá publicar os resultados do seu quarto trimestre de 2016 na quarta-feira de manhã – às 6:30 EST para sermos exatos. Tal como a rival Coca-Cola (NYSE: KO), a Pepsi enfrenta crescimento quase estável. Na verdade, os principais ganhos subiram 4% ao longo dos primeiros nove meses de 2016 – uma subida para 7% depois de contabilizadas as oscilações de moeda.

O volume orgânico subiu 2,5% no seu segmento de snacks e 2% no segmento de bebidas – bom o suficiente para superar os ganhos de 1% da Coca-Cola. Ainda assim os investidores irão procurar sinais, esta semana, de como os investimentos em marketing estão a melhorar as tendências de crescimento. De acordo com as estimativas, as vendas deverão ter subido 5%, para 19,5 mil milhões de dólares, recuperando da perda de 3% que avançou nos primeiros nove meses do ano passado.

A redução de custos e inovação ao nível da linha de snacks saudáveis deverão ajudar a melhorar os lucros a um ritmo mais rápido. Indra Nooyi, CEO, e a sua equipa executiva preveem lucro por ação de 4,78 dólares para o ano, o que implica lucro por ação de 1,13 dólares no último trimestre do ano. Wall Street é um pouco mais otimista, prevendo 1,16 dólares de lucro por ação no quarto trimestre, equivalente a um saudável aumento de 9%.

TripAdvisor e a sua receita média por utilizador

As ações da TripAdvisor (NASDAQ: TRIP) ficaram muito aquém do seu recorde histórico com o crescimento de vendas a desacelerar para perto de zero – de um ritmo de 30% no início de 2015. O facto do declínio ter sido em grande parte auto-infligido – causado por uma mudança na estratégia de reservas instantâneas – não ajudou a suavizar o golpe para os acionistas.

Os executivos afirmam que a mudança foi importante para o crescimento da gigante de viagens no longo prazo – uma vez que oferece uma melhor experiência de compra aos utilizadores. Em trimestres recentes, os mesmos têm apontado para a melhoria de métricas de envolvimento – tráfego, comentários dos utilizadores e taxas de conversão – como evidência de que o plano está a funcionar.

Contudo, no relatório desta semana os investidores irão procurar confirmação de que a receita média por utilizador se manteve em território positivo depois de ter caído dois dígitos em cada um dos três primeiros trimestres de 2016. Os acionistas irão também procurar detalhes ao redor da sua recente parceria com a Expedia, o que acrescentou uma massiva carteira de hotéis à plataforma de reservas imediatas.

Fossil e o seu plano de recuperação

A Fossil (NASDAQ: FOSL) não tem conseguido demonstrar que as suas marcas de relógios de luxo são procuradas pelos consumidores – com os mesmos a afastarem-se de estilos tradicionais. A receita do terceiro trimestre de 2016 caiu 4% e a sua margem de lucro bruto caiu 2 pontos percentuais, para 53% das vendas. O lucro líquido anual encontra-se abaixo de 100 milhões de dólares – tendo estado próximo de 400 milhões de dólares em 2014 e 2015.

As boas notícias é que o CEO Kosta Kartsotis e a sua equipa compreendem que precisam de uma estratégia de produto diferente. É por isso que estão a considerar aquilo a que chamam plano plurianual para reinventar a empresa. “Esperamos que o programa toque em todos os aspetos da nossa empresa para melhorarmos as nossas capacidades operacionais, ganharmos maior eficiência e aproveitarmos a nossa considerável escala.” – Afirmou Kartsotis no início de novembro.

Os investidores deverão obter mais detalhes sobre essa iniciativa de reestruturação esta semana e irão, provavelmente, ouvir comentários positivos quanto à receção dos seus últimos produtos utilizáveis. Os executivos previram que as vendas poderão ter subido aproximadamente 1% ao longo do trimestre de festas. Se os resultados forem muito inferiores a ação poderá sofrer perdas esta semana.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente