17 Factos surpreendentes sobre Bill Gates
Página principal Estilo de Vida, Microsoft, Histórias de sucesso
Tema do momento
15 de Dezembro de 2016
5971 5k

Há muitas coisas sobre Bill Gates que provavelmente desconhece

A maioria das pessoas sabe três coisas sobre Bill Gates:

  1. É o homem mais rico do mundo
  2. Cofundou uma das empresas de tecnologia mais bem-sucedidas do mundo, a Microsoft
  3. É um filantropo muito generoso, tendo criado a Bill & Melinda Gates Foundation.

No entanto, apesar da sua filantropia e presença online, há muitas coisas sobre Gates que provavelmente desconhece.

Seguem-se 17 factos sobre Bill Gates que provavelmente desconhecia.

Quando era um adolescente que frequentava a Lakeside Prep School, Gates criou o seu primeiro programa num computador da General Electric. Era uma versão do jogo do galo que podíamos jogar contra a máquina.

Quando o liceu que Gates frequentava descobriu o seu talento para programar, deixou-o criar o programa de computador da escola que matriculava os alunos em turmas. Gates alterou o código para que fosse inserido em turmas com “um número desmesurado de raparigas interessantes”.

Gates também leu todos os volumes da "World Book Encyclopedia" quando era adolescente.

Gates teve uma pontuação quase perfeita (1590 em 1600) nos SAT (exames de admissão à universidade).

À semelhança de vários outros empreendedores, Gates desistiu da faculdade. Abandonou Harvard em 1975 e dedicou-se por inteiro à Microsoft (NASDAQ: Microsoft Corporation [MSFT]).

Dois anos depois de ter desistido de Harvard, Gates foi preso no Novo México. Estava a conduzir sem carta e passou um sinal vermelho.

Gates costumava memorizar as matrículas dos colaboradores para controlar as suas entradas e saídas. “Quando a empresa começou a crescer, acabei por me tornar mais relaxado.”

Por falar em carros, Gates tem uma bela coleção de Porsches. A vedeta é um carro desportivo: o seu Porsche 959 que comprou 13 anos antes de o carro ser aprovado pelo Departamento de Transportes da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos.

Gates costumava viajar em económica. Hoje em dia desloca-se no avião que comprou em 1997 e ao qual chama a sua “grande extravagância”.

Para além do avião, uma das maiores extravagâncias foi o Codex Leicester, uma compilação de escritos de Leonardo da Vinci. Comprou-o em 1994, num leilão, por 30,8 milhões de dólares.

Apesar da sua grande fortuna, Gates diz que os filhos herdarão apenas dez milhões de dólares cada um – uma pequena parte do seu património líquido de 81,1 mil milhões de dólares. “Deixar aos nossos filhos quantidades desmesuradas de dinheiro não é um favor que lhes fazemos”, afirma.

Embora dedique muito tempo à sua Fundação, Gates diz que ainda trabalha com a Microsoft no projeto “Personal Agent” (agente pessoal), que “vai memorizar tudo, ajudá-lo a encontrar coisas e escolher aquelas nas quais se quer concentrar."

Gates diz que, se a Microsoft não tivesse resultado, provavelmente seria investigador na área da inteligência artificial.

Apesar do seu interesse pela inteligência artificial, Gates diz estar “do lado de quem está preocupado com a superinteligência”. Nesta fação encontramos outros líderes da ciência e tecnologia, como Stephen Hawking e Elon Musk.

A banda preferida de Bill Gates são os Weezer. Considera também os U2 uma das suas preferidas e diz estar “à espera que os Spinal Tap anunciem uma nova digressão”.

Gates diz ler 50 livros por ano. "Ler é a principal forma de aprender novas coisas e testar os meus conhecimentos”, explica.

Gates não sabe falar nenhuma língua estrangeira. Confessa ser o seu maior arrependimento até à data.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente