3 Dicas para colaboradores introvertidos
Página principal Estilo de Vida

A natureza mais expressiva de colegas extrovertidos pode levar a que os indivíduos introvertidos pareçam menos produtivos. Saiba como lidar com a situação.

São diversos os líderes introvertidos em Silicon Valley. Na verdade, muitos mais do que se pode imaginar – e há grandes lições que podem ser aprendidas com os mesmos.

Rajeev Behera trabalhou em Silicon Valley nos últimos sete anos, gerindo equipas de marketing em diversas start-ups. Dirige, atualmente, a Reflektive, uma plataforma de comunicação que permite que colaboradores enviem e recebam feedback contínuo em tempo real.

Behera forneceu três dicas-chave para que os introvertidos se destaquem ao lado de pares mais extrovertidos. Conheça cada uma.

Foque-se numa atitude “um-para-um”

Um dos mais importantes objetivos que colaboradores introvertidos devem ter em mente passa por desenvolver conversas de um-para-um com os seus gestores. Os extrovertidos, conversadores naturais, sentem-se confortáveis a discutir em que é que estão a trabalhar, quais os seus objetivos e que progressos já realizaram. Como falam tão livremente, de forma aberta e com facilidade, os seus pares e gestores sabem com frequência do seu progresso e produtividade no trabalho. A natureza mais expressiva dos extrovertidos pode levar a que os introvertidos silenciosos pareçam menos produtivos.

O que Behera sugere, então, é que brinque com uma das forças dos introvertidos – a capacidade para conversas mais profundas e detalhadas. Indivíduos com presença mais silenciosa devem conversar diariamente com os seus gestores, mesmo que apenas por cinco minutos, para atualizá-los. Como os introvertidos não estão sempre a falar, é importante que reservem tempo para informar e atualizar os seus supervisores quanto ao seu progresso. Tal permite que os introvertidos partilhem as suas ideias e formem relações fortes. Para os introvertidos é mais fácil falar de um para um do que diante de diversas pessoas, logo esta tática dá-lhes uma oportunidade para ganharem visibilidade aos olhos dos seus gestores.

Behera afirmou: “É provavelmente a melhor dica: levá-los a saber o quão perspicaz é [nesses encontros de um para um] e ser muito claro quanto ao que está a fazer, garantindo que desenvolve uma relação com o seu gestor – fora de encontros de grupo e de equipa.”

Foque-se na qualidade, não na quantidade

O segundo ponto salientado por Behera é semelhante a um ponto frequentemente avançado ao redor da discussão focada em introvertidos e networking. O networking pode ser assustador e desconfortável para indivíduos introvertidos. Ao contrário dos extrovertidos, que falam com muitas pessoas por pouco tempo, os introvertidos falam com menos pessoas mas têm conversas mais longas e detalhadas. Essas conversas vão, facilmente, além do superficial e podem levar a relações que durem anos.

Dentro de uma empresa, a mesma tática pode ser utilizada para promover relações mais profundas com outros colaboradores. Assim que atingir um certo nível numa organização, terá um grupo próximo de pares e colaboradores. Ainda assim, é geralmente benéfico manter relações com colaboradores dentro de vários setores da sua organização.

Ao falarem com menos pessoas num evento de networking, mas sustendo conversas mais profundas, os introvertidos estabelecem boas relações com colaboradores de toda a empresa. Tal permite que sejam conhecidos – não superficialmente por qualquer pessoa da empresa mas de forma profunda por alguns.

Foque-se em análise sintética

O ponto final é que é sempre útil surgir como um segundo ouvido para o seu chefe. Behera apercebeu-se disso no seguimento dos relacionamentos um-a-um que teve com colaboradores. Esses colaboradores participavam de reuniões de trabalho, ouviam atentamente as conversações, sintetizavam a informação que tinham ouvido e reportavam de volta a Behera – de forma ponderada.

A capacidade para sintetizar muita informação é uma habilidade-chave dos introvertidos. Em vez de falarem bastante durante as reuniões, ouvem com atenção e partilham os pontos mais importantes com os seus gestores mais tarde. O nível de perceção que esta habilidade proporciona é uma grande qualidade dos introvertidos – com a qual devem capitalizar.

Embora os introvertidos sejam discretos, podem destacar-se tanto como os seus pares extrovertidos. Estabelecer conversas de um-para-um com o seu supervisor, promover relacionamentos mais profundos com alguns colaboradores de diversos setores da empresa e sintetizar informação são oportunidades para os introvertidos destacarem os seus talentos e esforços.

Os introvertidos merecem ser ouvidos e ser-se discreto não deve surgir como obstáculo no caminho.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente