Currículo: os 5 erros mais comuns
Página principal Estilo de Vida

Não é novidade que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo – sendo de extrema importância ter um currículo bem escrito e apelativo

Tina Nicolai estima ter lido mais de 40.000 currículos desde que lançou a Resume Writers’Ink em 2010.

São muitos currículos – e, ao longo dos anos, Nicolai viu os mesmos erros várias vezes.

Alguns desses erros podem não parecer significativos. Contudo, num mercado de trabalho competitivo poderão ser a diferença entre obter o trabalho de sonho ou ter o currículo atirado para o caixote do lixo.

Segue-se a seleção de Nicolai quanto aos erros mais comuns que se encontram nos currículos – e que deve evitar.

1. Despreocupação

“O maior erro dos candidatos: serem desleixados. Prestam pouca atenção aos detalhes. São preguiçosos!”

Nicolai diz que já viu demasiados currículos com erros ortográficos, fontes pouco profissionais, informação desatualizada ou dados irrelevantes.

2. Ausência de capacidade de síntese

Os currículos tornam-se desinteressantes quando escritos em tom exageradamente formal e com muitos adjectivos, afirmou.

“Após algum tempo, os currículos parecem-se mais como um longo capítulo de um livro. É preferível listar algumas realizações e uma declaração-chave como ‘Conhecido por alcançar XYZ’”.

3. Utilização de buzzwords em demasia

O jargão de currículo como “out of the box” (fora da caixa) ou “team player” (jogador de equipa) ou “comunicador excecional” são “expectativas de base no mercado de trabalho de hoje” – Afirmou Nicolai. “Uma pessoa realmente ‘capaz de solucionar problemas e de trabalhar bem em equipa’ irá transmitir isso sucintamente e criativamente no seu currículo através da combinação de poucas palavras.”

4. Uso de tom demasiado formal

Nicolai afirma que encontra currículos demasiado formais – o que se torna desinteressante pois não são envolventes e não permitem que o leitor obtenha uma boa noção da personalidade do candidato.

5. Utilização de modelos

Nicolai afirma também que são muitas as pessoas que recorrem a modelos de currículo, que se encontram disponíveis online.

“Os modelos são desenhados para servirem como guia e não se destinam a ser utilizados na íntegra.” – Afirmou à Business Insider. “Pense num modelo como num fato. Uma pessoa utiliza um fato e adapta-o ao seu estilo pessoal. Passa-se o mesmo com um modelo de currículo: é uma estrutura para apresentar a sua marca pessoal e, mais importante, as suas realizações.”

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente