Como lidar com pessoas temperamentais
Página principal Estilo de Vida

Conheça e aprenda com a experiência de James Altucher, que escreve no medium.com sobre a vida em geral, empreendedorismo e empresas

Quando alguém gritava comigo costumava ficar assustado. Assumia que tinha feito algo de errado e que a outra pessoa estava certa.

Tendia a querer agradar os outros – o que não era muito positivo para mim.

Tive de perceber que tipos de pessoas existem e de aprender a reagir às mesmas. Segue-se o que descobri.

1. Pessoas felizes

Há pessoas que parecem estar constantemente felizes. Parecem estar sempre bem-humoradas, como se nada as incomodasse. Por vezes questionava-me: como podem ser tão felizes?

Talvez até chegasse a ter inveja. Talvez fossem felizes por serem ricas ou por terem bom aspeto – ou por serem melhores que eu em todos os sentidos.

Contudo, relembrei a expressão: “vista-se para o trabalho que pretende”.

Aprendi a lembrar-me de ser feliz para as pessoas felizes.

Não sei se é fácil para outras pessoas – mas não o era para mim. É necessária prática diária mas funciona.

2. Pessoas magoadas ou tristes

É difícil ver um sem abrigo na rua – ou ter um familiar no hospital, ou um amigo na prisão.

Não sabia como lidar com essas situações. Houve alturas em que fui estúpido e evitei essas pessoas.

Contudo, a compaixão é um músculo – que deve ser exercitado. A melhor forma de mudar a vida de alguém é quando esse alguém realmente precisa da sua ajuda e você tem a capacidade para ajudá-lo.

Exercitar a compaixão é provavelmente o exercício mais saudável que pode fazer.

Digo às minhas filhas para se questionarem ao final do dia: “Quem ajudei hoje?”

E não posso dizer-lhes para o fazerem sem fazer o mesmo também.

As pessoas que precisam de ajuda são as pessoas em sofrimento.

3. Boas pessoas

Há algumas pessoas que podem não estar constantemente felizes mas que são boas pessoas.

É fácil sentir inveja de Bill Gates. Tive inveja dele por muito tempo. Queria acreditar que tinha criado maus produtos e monopólios ilegais e por aí fora. Mas Bill Gates dá milhares de milhões de dólares para ações humanitárias – e procura contribuir para a cura da malária em África ou para a resolução de outros problemas.

É este o tipo de pessoa que gostaria de ser. O tipo de pessoa que pode resolver este tipo de problemas. Assim, posso procurar ajudá-lo defendendo os seus esforços.

4. Pessoas temperamentais

Sabe o que fazer com estas pessoas se, por alguma razão, gritarem consigo – se for alguém na rua, no metro, etc. Simplesmente vai embora. Vai embora. E nunca mais fala com as mesmas.

No entanto, e se for o seu chefe, um amigo, um membro da família – alguém com quem contacta numa base regular?

E se gritam consigo de forma abusiva? Para mim, que tentava com todas as forças ser apreciado... Era fácil aproveitarem-se de mim.

Não era culpa da pessoa em questão. Era culpa minha, por abrir a porta.

Tem de fechar a porta.

Encerrar o contacto.

Dar um tempo.

Saltar aquele jantar de amigos.

A vida é curta. Não deve deixar que abusem de si. Não deve deixar que o enlouqueçam.

Sim, talvez aconteça porque precisem de ajuda. Contudo, se a única forma de ajudar passar por se prejudicar a si próprio então é o tipo errado de ajuda.

Seja gentil, seja bondoso mas limite o contacto. Mesmo com um chefe. Acene um “olá” no corredor... E procure outro trabalho antes do mesmo voltar a gritar.

Aplica-se a mesma premissa a tudo: aja como a pessoa em que se quer tornar.

Se não gosta de pessoas felizes, não será feliz. Se deixa que pessoas maldosas abusem de si... Será abusado.

“Vista-se para o trabalho que quer” – senão as outras pessoas irão dar-lhe o trabalho que elas querem que tenha. E não será tão bom.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente