Como distinguir um bom conselho de um conselho eficaz
Página principal Estilo de Vida, Finanças pessoais

Qualquer pessoa pode oferecer bom aconselhamento mas muito poucas pessoas oferecem aconselhamento eficaz

Um dos desafios ao redor do aconselhamento financeiro – ou de qualquer tipo de aconselhamento – prende-se com o facto de um bom conselho sozinho, isolado, não ser suficiente. Os bons conselhos estão à nossa volta – mas continuam a ser ignorados a maioria das vezes.

Dizer a um amigo ou familiar, que se encontra com excesso de peso, que deve alimentar-se melhor e fazer exercício físico regularmente é um bom conselho. No entanto, para a maioria das pessoas esse bom conselho não será eficaz – pois a maioria já sabe o que deveria fazer.

Um estudo conduzido no Botswana avançou que apenas 70% dos homens utilizavam preservativo – sendo que 91% sabiam que a utilização de preservativo ajudava a prevenir a propagação do VIH/SIDA. Quanto às mulheres, 92% sabiam que os preservativos ajudavam mas apenas 63% os utilizavam.

O conhecimento e a força de vontade não alteram, por si só, comportamentos. E é um facto que qualquer pessoa pode oferecer bom aconselhamento – mas muito poucas pessoas ou empresas oferecem aconselhamento eficaz. Seguem-se alguns exemplos ao nível do aconselhamento financeiro.

Um bom conselho: “Mantenha o rumo.”

Um conselho eficaz: “Construa uma carteira durável para a manutenção do seu plano.”

Um bom conselho: ”Compre em baixa e venda em alta.”

Um conselho eficaz: “Crie um sistema baseado em regras que o force a comprar e a vender na altura certa.”

Um bom conselho: “Ignore o ruído.”

Um conselho eficaz: “Crie um plano de investimento abrangente que se foque no que se encontra dentro do seu controlo.”

Um bom conselho: “Crie táticas para aplicar no momento.”

Um conselho eficaz: “Construa sistemas que possam ser aplicados uma e outra vez a diferentes situações.”

Um bom conselho: “Poupe.”

Um conselho eficaz: “Automatize a poupança para não ter de pensar no assunto.”

Um bom conselho: “Pense e atue para o longo prazo.”

Um conselho eficaz: “Tome em consideração as várias fases da sua vida, o curto, o médio e o longo prazo.”

Um bom conselho: “Interfira o mínimo possível na sua carteira.”

Um conselho eficaz: “Minimize o dano inevitável.”

Mais:

Um bom conselho é teórico – carece de emoção.

Um conselho eficaz é prático e toma em consideração a natureza e o comportamento humano.

Um bom conselho oferece soluções ótimas.

Um conselho eficaz não julga e toma em consideração a personalidade, a situação e as circunstâncias dos indivíduos envolvidos.

Um bom conselho é universal.

Um conselho eficaz é individual.

Um bom conselho toma em consideração a evidência histórica.

Um conselho eficaz baseia-se em evidências e na compreensão profunda do elemento humano envolvido.

Um bom conselho diz-lhe como ser bem-sucedido.

Um conselho eficaz mostra-lhe como ser bem-sucedido.

Um bom conselho procura as melhores ideias.

Um conselho eficaz procura destruir as piores ideias.

Um bom conselho incorpora o melhor da pesquisa académica.

Um conselho eficaz incorpora pesquisa académica e experiências do mundo real.

Um bom conselho apresenta a melhor estratégia de investimento.

Um conselho eficaz apresenta a melhor estratégia de investimento para a personalidade do indivíduo em questão.

Um bom conselho é inteligente.

Um conselho eficaz é fácil de compreender.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente