812 Superfast, o mais rápido carro de produção da Ferrari de sempre
Página principal Tecnologia

A Ferrari irá revelar em breve o mais rápido e poderoso carro de produção alguma vez produzido pela marca italiana de luxo

Alimentado por um motor V12 de 790 cavalos, o Ferrari 812 Superfast – fiel ao nome – será capaz de ir de zero a cerca de 100 km/hora em menos de três segundos e terá uma velocidade máxima de 340 km/hora.

Não será o Ferrari (NYSE: Ferrari NV [RACE]) mais rápido – mas será o mais rápido modelo Ferrari da linha de produção “regular” da fabricante italiana. O híbrido LaFerrari, de 949 cavalos, por exemplo, é muito mais poderoso – mas foram apenas produzidos 499, à mão, e vendidos por 1,4 milhões de dólares cada.

O 812 Superfast vai ser mais acessível, relativamente falando. Embora a Ferrari ainda não tenha anunciado o preço do mesmo, os preços para o modelo que este irá substituir, o F12 Berlinetta, começam em 320.000 dólares.

A Ferrari promete “um som de escape cheio e rico” com o motor de 6,5 litros colocado no longo nariz do carro. A maioria do torque do motor estará disponível a velocidades tão baixas como 3.500 rpm. Tal irá proporcionar uma sensação agressiva mesmo em baixa velocidade.

O 812 Superfast terá um sistema de direção de quatro rodas através do qual as rodas de trás podem virar na mesma direção que as rodas da frente em manobras de mudança de faixa – e para a posição oposta em curvas para dar ao carro um círculo de viragem mais apertado.

Com este carro a Ferrari está a trazer de volta o nome Superfast utilizado em clássicos de alto desempenho da marca na década de 1960. A Ferrari está também a introduzir uma nova cor com este modelo – Rosso Settanta – para comemorar os 70 anos da marca.

O 812 Superfast será oficialmente apresentado no Geneva Motor Show no início de março.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente