Quantas casas detém o bilionário médio?
Página principal Notícias, EUA

Os norte-americanos ultra-ricos, 0,01% da população, correspondem a cerca de 16.000 famílias e controlam cerca de 11,2% da riqueza total nos EUA

Há uma nova fasquia para a riqueza nos EUA: nove casas e 19 carros. É o número médio de casas e carros detidos por indivíduos “com ultra elevado património líquido” – de acordo com um estudo recente da AIG, que detalhou os ativos dos indivíduos mais ricos nos EUA clientes da empresa de seguros. Os mesmos detêm uma média de 19,6 milhões de dólares em arte assegurada. Além disso, as nove casas não incluem qualquer propriedade nos EUA – a AIG analisou apenas as propriedades detidas no estrangeiro. Também não incluído: itens de colecionador. Assim, os tais 19 carros são veículos que os bilionários – ou os seus motoristas – de facto utilizam no dia a dia.

A AIG recusou-se a avançar o património exato desses indivíduos mas afirmou que o inquérito incluiu clientes que gastam mais de 250.000 dólares com prémios de seguros por ano. Um porta-voz avançou que o inquérito incluiu diversas centenas de clientes – incluindo 40% dos “400 Americanos Mais Ricos” da Forbes. A riqueza dos 400 mais ricos da Forbes varia entre 1,7 mil milhões de dólares e 81 mil milhões de dólares, com um património líquido médio de cerca de 3,2 mil milhões de dólares.

Das casas detidas no estrangeiro pelos clientes com mais elevado património líquido, a maioria (14%) localiza-se no México – e provavelmente não surge como surpresa que muitas se encontrem em locaistax-friendly como as Bahamas (13%) e outros locais das Caraíbas (9%). Outros 12% encontram-se situadas no Reino Unido e 9% em França. A AIG não comentou se as mesmas foram adquiridas para lazer, negócios ou fins fiscais.

A desigualdade na distribuição da riqueza nos EUA tem vindo a aumentar. Os norte-americanos ultra-ricos, 0,01% da população, que correspondem a cerca de 16.000 famílias, controlam cerca de 11,2% da riqueza total nos EUA – um aumento significativo face a 5% em 1995. No início deste ano, a posse de imóveis nos EUA caiu para 62,9%, a taxa mais baixa desde 1965 – e no início de dezembro a Reserva Federal dos EUA anunciou que o número de empréstimos subprime em incumprimento se encontrava na sua taxa mais elevada desde 2010.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente