Como calcular a rentabilidade da mineração de criptomoedas
Página principal Tutoriais, Criptomoedas, Mineração
Tema do momento
9 Agosto
8493 8k

Saiba como aproveitar ao máximo o seu equipamento de mineração para alcançar a maior rentabilidade possível

Está a pensar minar criptomoedas (moedas digitais)? Se assim for, deve saber como aproveitar ao máximo o seu dinheiro e equipamento. Para tal, neste guia explicamos como extrair o tesouro digital com a maior rentabilidade possível.

É claro que para ganhar grandes quantias deverá equacionar os custosos sistemas ASIC – Application Specific Integrated Circuit ou Circuito Integrado de Aplicação Específica. Se já tem um provavelmente sabe como funciona todo o processo. No entanto, indivíduos com um orçamento mais moderado provavelmente pretendem construir equipamento de mineração recorrendo a GPU (unidade de processamento gráfico) – para moedas que utilizem algoritmo criptográfico scrypt. Para Bitcoin (Bitcoin) ou outras criptomoedas que utilizem algoritmo criptográfico SHA-256 será necessário ASIC. Para uma ou outra solução: está a ler o guia certo.

As criptomoedas mais populares

Como começar?

Escolha a sua criptomoeda

O processo de mineração de moedas digitais envolve a resolução de enigmas criptográficos complexos. Ao fazê-lo, os mineiros fornecem “proof of work” que é recompensada com moeda digital. Em termos gerais, há dois algoritmos de hashing em utilização hoje: SHA-246 e scrypt. Note que há alternativas menos utilizadas, que não consideraremos neste guia (por exemplo: Primecoin).

Blockchain: glossário de A a Z

SHA-256

O algoritmo SHA-256 exige potência de processamento em bruto. Nos primeiros dias da Bitcoin era possível minar com CPU e GPU, que encontra num computador normal. Esse tempo acabou – com o nível de dificuldade de mineração de Bitcoin tão elevado que são necessários processadores especializados, os acima referidos ASIC. A utilização desses processadores, juntamente com o aumento exponencial do nível de dificuldade da mineração, criaram uma corrida armamentista à tecnologia – o que significa que até mesmo chips lançados recentemente no mercado podem tornar-se obsoletos rapidamente.

Scrypt

O algoritmo scrypt requer maior quantidade de memória RAM e capacidade de processamento em paralelo, sendo por isso que os equipamentos baseados em GPU são ainda o caminho a seguir. Além disso, ainda não existem ASIC para scrypt, logo o nível de dificuldade dessas moedas não foi impulsionado de forma tão dramática como para a Bitcoin.

Escolha o equipamento

Há duas formas de avançar quando define o seu sistema de mineração – consoante o seu orçamento e o tipo de moeda que pretende minar:

Equipamento de mineração DIY (do it yourself – faça você mesmo)

Crie o seu próprio equipamento a partir do seu computador com tantas placas gráficas (GPU) como as que conseguir incluir ou comprar. Enquanto algumas pessoas utilizam um computador padrão, outras recorrem a “caixas” incomuns, capazes de permitir maior circulação de ar em torno dos componentes. Um bónus dos sistemas DIY é que pode realizar mineração baseada no processador e em GPU ao mesmo tempo.

ASIC

Os ASIC são unidades autónomas que contam com porta USB ou Ethernet. São criados, em geral, por fabricantes – e são realmente mais caros que equipamento caseiro, sendo maioritariamente produzidos nos EUA (o que significa que indivíduos noutras partes do mundo terão de gastar um pouco mais com a importação).

Trate do fornecimento de energia

A mineração exige eletricidade – muita eletricidade. Se estiver a construir equipamento caseiro terá sempre de comprar uma fonte de alimentação (PSU), logo vale a pena investir na mais eficiente que encontrar.

Considere os seguintes dois casos, por exemplo: uma PSU que forneça 860W, sendo 93% eficiente, requererá na realidade 925W (860W/0,93). Em comparação, uma fonte de alimentação que forneça 750W, mas que seja apenas 80% eficiente, requererá 937,5W (750W/0,8) – ou seja, utilizará mais energia mas fornecerá menos.

Ao criar equipamento de mineração deve ter em conta os requisitos de energia de todos os componentes que está a utilizar – especialmente de todas as placas gráficas. Além disso, é boa ideia fornecer capacidade em excesso para lidar com eventos inesperados e overclocking.

Tudo o que precisa de saber sobre a mineração de bitcoins na nuvem

Os ASIC, por outro lado, podem fazer muito mais cálculos com muito menos energia pois são dispositivos altamente especializados. Uma vez que são fornecidos com adaptador de energia apropriado, não terá de se preocupar com a busca de um à altura.

A eficiência de mineração dos diferentes sistemas pode ser calculada e comparada se dividir o número de hashes executados num segundo pela energia consumida:

Velocidade de hashing / consumo de energia = eficiência de mineração

Verifique as suas contas

Depois da despesa inicial com o equipamento, precisa de conhecer o custo da sua eletricidade para calcular a rentabilidade da mineração. Verifique-o junto do seu fornecedor ou espreite a sua última fatura. Se o custo da energia for superior ao que ganha, não se trata de um bom modelo de negócio.

Potencie os seus esforços

Em vez de avançar sozinho poderá fazer mais sentido juntar-se a um grupo de mineração – combinando recursos com outros mineiros. Ao juntar-se a um grupo ganha uma percentagem das moedas minadas por todos os membros do grupo e tem maiores hipóteses de resolver um bloco.

Os mineiros ganham uma percentagem das recompensas se o nível de dificuldade dos blocos que resolverem for superior ao nível definido pelo operador do grupo. Esse nível encontra-se sempre entre 1 e o nível de dificuldade da moeda.

Questões de que deve estar ciente

Gastar para ganhar

Inevitavelmente, o nível de dificuldade das criptomoedas aumenta com o tempo. Assim, é importante que comece com o melhor equipamento que consiga pagar, para minar com rentabilidade durante o mais longo período de tempo possível.

A volatilidade da moeda a ser minada também afeta a sua rentabilidade no longo prazo. Se o preço cair de repente terá de encarar a escolha de vender a um preço baixo ou de manter as moedas até o valor aumentar. No primeiro caso terá de minar por mais tempo para recuperar as despesas com equipamento e eletricidade.

Manter o equipamento arrefecido

Independentemente da forma como mina, a mineração é sempre uma operação intensa que cria excesso de calor. A eficiência da mineração diminui com o aumento da temperatura – logo, garanta que o seu equipamento tem ventilação e arrefecimento adequados. É por esta razão que alguns criadores de equipamento de mineração utilizam caixas de cerveja em vez das comuns caixas de computador para maximizar a circulação de ar ao redor dos componentes. Até mesmo uma ventoinha de desktop pode ajudar a manter o seu equipamento arrefecido.

Lidar com a alimentação

Ao construir equipamento de mineração caseiro não faz sentido poupar dinheiro comprando uma fonte de alimentação (PSU) barata. Qualquer instabilidade no fornecimento de energia poderá prejudicar o desempenho ou mesmo causar quebra do sistema, o que conduzirá a tempo de inatividade. Invista numa unidade de alta qualidade.

Evitar tempo de inatividade

Se o seu hardware não estiver a minar, está a perder dinheiro. Seguem-se algumas formas de minimizar o tempo de inatividade:

  • Obtenha o melhor fornecimento de energia que conseguir pagar.
  • Considere utilizar uma fonte de alimentação ininterrupta (UPS) – assim, se o seu fornecedor de eletricidade cortar a energia por um momento tal não irá afetar a mineração.
  • Configure o seu computador (equipamento caseiro e ASIC) para começar a minar automaticamente no arranque. Assim, caso o sistema caia e reinicie, o mesmo irá começar automaticamente a minar.

Custos ocultos

Há custos envolvidos na mineração, como já vimos, como o equipamento e custos com eletricidade. No entanto, há alguns extras menos óbvios:

  • Entregas e alfândegas. Estes custos são significativos. Se estiver a importar um item tente perceber antes de encomendar quais os custos que poderá ter.
  • Acessórios. Irá precisar de cabos, adaptadores, etc. para o que está a planear usar e/ou construir?
  • Custos com arrefecimento. Não se trata apenas do custo de utilização de energia. Então e a eletricidade para os sistemas de arrefecimento extra, como ventiladores ou ar condicionado?

Somando: calculadoras de rentabilidade

Para assistência com alguns dos cálculos que os mineiros precisam de fazer há vários sites que fornecem calculadoras de rentabilidade. Pode inserir parâmetros como o custo do equipamento, a taxa de hash, o consumo de energia e o atual preço da Bitcoin para ver quanto tempo levará a pagar o seu investimento – e de quanto tempo precisa para que o mesmo se torne rentável.

Poderá encontrar calculadoras de rentabilidade em sites como BitcoinWisdom, CoinWarz, BTCInvest e LiteCoinPool.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente