Guia passo-a-passo para a compra de Bitcoin Cash
Página principal Tutoriais, Criptomoedas, Investimento em criptomoedas
Tema do momento
27 Novembro
5004 5k

Um guia para aqueles que querem adquirir Bitcoin Cash, a criptomoeda que surgiu para dar resposta aos problemas de escalabilidade que a Bitcoin enfrenta

A blockchain original da Bitcoin (Bitcoin) cresceu de forma exponencial nos últimos tempos e são cada vez mais os utilizadores a recorrer à criptomoeda – o que está a “pesar” na rede. Conjuntamente, a dimensão limitada dos blocos de Bitcoin (1MB) leva a que estes se “preencham” mais depressa (do que a respetiva extração). Algumas transações tornam-se, assim, lentas e dispendiosas.

Com isso em mente os programadores da Bitcoin Cash introduziram algumas alterações ao protocolo, sendo a principal a dimensão dos blocos: 8MB. Esta mudança permite mais dados por bloco, o que significa que podem ser processadas mais transações por bloco minerado. Muitos veem-no como um passo em frente em termos de redimensionamento da rede.

Outros continuam inflexíveis, avançando tratar-se apenas de uma solução de curto prazo que não resolve o problema. Afirmam não existir iniciativas – como o SegWit, cujo protocolo se encontra agora ativo na blockchain original da Bitcoin – para ajudar efetivamente a quebrar as transações em “peças” mais pequenas e passíveis de serem geridas.

Agora que já sabe um pouco mais sobre a Bitcoin Cash (Bitcoin.Cash), a terceira maior criptomoeda do mundo em termos de capitalização de mercado, saiba como adquiri-la com a breve e clara explicação que se segue.

1. Obter uma carteira de Bitcoin Cash

Antes de comprar Bitcoin Cash deve ter uma carteira compatível para armazenar os tokens. Diversos provedores têm-se mostrado relutantes a aceitar a Bitcoin Cash – por várias razões. Alguns têm os seus ideais quanto à melhor forma de dimensionar a rede, outros querem concentrar os seus esforços.

Porém, muitos dos principais criadores de carteiras têm vindo a adotar a integração da Bitcoin Cash. Embora possa haver pouca escolha em termos de plataformas de câmbio é possível encontrar várias opções para armazenar os tokens adquiridos.

As carteiras em versão hardware Ledger e Trezor, líderes da indústria, suportam Bitcoin Cash – oferecendo funções que permitem a sua utilização. Além disso, introduziram recentemente a possibilidade de reivindicação de fundos por parte de utilizadores que já detivessem Bitcoin aquando da divisão da blockchain.

Mais: há uma variedade de carteiras para desktop que pode utilizar – é provável até que já esteja a utilizar alguma para as suas Bitcoin originais. A Exodus, por exemplo, oferece um serviço ininterrupto com o seu próprio software para que possa mover as suas moedas à vontade.

A Jaxx, outra opção, suporta múltiplas criptomoedas, incluindo Bitcoin Cash. Oferece uma carteira para desktop e para dispositivos móveis, logo pode manter as suas chaves privadas consigo constantemente.

A Electron Cash deriva da Electrum. Se estiver habituado à Electrum então não terá problemas a utilizar a tecnologia irmã. É como um fork da Electrum com todos os componentes necessários para a Bitcoin Cash.

São algumas as plataformas a trabalhar com Bitcoin Cash (ponto seguinte) – mas não se aconselha que deixe os seus fundos online por muito tempo. Poderá ser tentador, para negociar mais rapidamente, mas é um risco. Uma solução: a Coinfloor é uma plataforma que oferece uma carteira que mantém as chaves privadas “armazenadas a frio”, offline. Terá, assim, os seus fundos disponíveis “por perto” para negociar quando quiser.

Outras carteiras: Keepkey, BTC.com, Bitpay e Coinomi. Pode consultar todas as carteiras disponíveis no site oficial da Bitcoin Cash.

2. Encontrar uma plataforma compatível com Bitcoin Cash

As plataformas que suportam Bitcoin Cash não são tão abundantes como as que suportam Bitcoin. Alguns fornecedores querem concentrar os seus esforços noutras criptomoedas. No entanto, há algumas opções de peso a considerar.

A já referida Coinfloor suporta Bitcoin Cash. Está baseada em Londres, logo é muito útil para traders do Reino Unido.

A Kraken tem funcionado com Bitcoin Cash desde o lançamento da criptomoeda em agosto.

A CEX.IO também é uma boa opção para aquisição de Bitcoin Cash. Baseada em Londres, é um nome experiente e fiável da indústria – existe desde 2013. Destaca-se que oferece uma opção de compra rápida com cartão de crédito.

Esteja ciente, no entanto, de que a opção com cartão de crédito é cara. Para negociação com baixas comissões pode depositar através de transferência bancária – negociando, assim, com comissão de 0,2% (o que irá fazer com que poupe uma pequena fortuna em grandes ordens de compra e venda). A empresa baseada na Europa permite que trabalhe tanto em euros como dólares.

Outras opções: Bitfinex, Poloniex, HitBTC e mais (pode consultar todas as plataformas disponíveis no site da Bitcoin Cash).

3. Transferir Bitcoin Cash para a sua carteira (opcional)

Como de costume – e como referido anteriormente – recomendamos que nunca deixe o seu dinheiro na plataforma. Assim que tiver terminado a compra de Bitcoin Cash mova os seus tokens para a sua carteira (onde tem controlo sobre as chaves privadas). Pode seguir o estado da sua transação utilizando o explorador de blocos de Bitcoin Cash. Assim que tiver recebido três confirmações para as suas Bitcoin Cash pode dizer com segurança que concluiu o processo.

Conclusão

É evidente que a Bitcoin Cash ainda não ganhou total aceitação por parte da comunidade de criptomoedas. Continua firmemente em segundo plano face à Bitcoin em termos de preço e disponibilidade. No entanto, poderá ter a vantagem de ter sido a primeira grande divisão da Bitcoin – destacando-se, por exemplo, que a Bitcoin Gold (sim, outra Bitcoin fruto de divisão da rede) ainda não encarou grande evolução desde que surgiu em outubro deste ano.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente